GP1

Presídio de Esperantina é interditado e presos são transferidos

A interdição ocorreu após relatório do Setor de Engenharia apontar riscos de desabamento dos pavilhões.

THAIS SOUZA

12/10/201710h31

Os pavilhões da Penitenciária Regional Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, foram interditados administrativamente e 167 presos foram transferidos para outras unidades prisionais do Estado, na noite dessa quarta-feira (11), por meio da Operação Erupção.

De acordo com informações repassadas pela Secretaria de Justiça, a Operação Erupção foi deflagrada após relatório do Setor de Engenharia apontar riscos de desabamento dos pavilhões, devido à depredação ocasionada no presídio na rebelião que ocorreu no dia 6 desse mês, onde 75 presos conseguiram fugir.

A Operação contou com a mobilização de 30 agentes penitenciários e 40 policiais militares das cidades de Teresina, Parnaíba, Esperantina, Altos e São Raimundo Nonato. Durante a ação foi utilizado escolta especializada para remoção dos presos, com apoio de 25 veículos e viaturas.