HERBERT SOUSA

Ciro Nogueira criou a “República do Piauí” no Governo Bolsonaro, diz O Antagonista

17/10/2020 18h19 - atualizado 18h31

O site O Antagonista publicou reportagem, na tarde deste sábado (17), afirmando que o senador Ciro Nogueira (Progressistas) criou a “República do Piauí” no Governo Jair Bolsonaro.

O texto fala ainda sobre a mais recente indicação do senador para integrar o Governo Federal: José Trabulo Júnior, que assumiu no mês passado um importante cargo em Brasília, na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro NogueiraCiro Nogueira

A reportagem vai além e diz que Ciro está sendo considerado no Planalto o filho “05” do presidente e que ele tem “o projeto político de se tornar governador do Piauí em 2022”.

Veja a reportagem na íntegra:

Ciro Nogueira emplaca diretor na Conab e amplia "República do Piauí" no governo Bolsonaro

Ciro Nogueira, expoente do Centrão e réu no STF por organização criminosa no “Quadrilhão do PP”, conseguiu emplacar mais um aliado em órgão federal, ampliando a “República do Piauí” no governo de Jair Bolsonaro.

José Trabulo Júnior, conhecido nos bastidores da política do Piauí como “puxa-saco profissional” do senador, assumiu no mês passado uma diretoria na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Brasília.

Em agosto deste ano, Trabulo já tinha conseguido um emprego de assessor parlamentar no gabinete de Ciro no Senado.

Ao site local GP1, Trabulo tentou explicar por que foi colocado na Conab:

“O objetivo é construir a porta de saída do Bolsa Família, onde queremos comprar do pequeno agricultor e dar para escolas municipais, estaduais, creches, asilos e outros. A expectativa é que o pessoal do Bolsa Família, tenha já esse recurso garantido para compra.”

Ele acrescentou:

“Se eles ganham hoje o valor do Bolsa Família, amanhã eles podem ganhar muito mais. A ideia é a gente construir um desenvolvimento dessa classe no empreendedorismo, e dando oportunidades de crescimento. Esse é o projeto que toda Conab vai construir e eu vou contribuir com esse projeto.”

Ciro Nogueira, que tem se gabado por ser considerado no Palácio do Planalto o filho “05” de Jair Bolsonaro, já tem braços seus na Codevasf e no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), comandado hoje por seu ex-chefe de gabinete, Marcelo Pontes.

Além de réu no “Quadrilhão do PP”, partido que preside, Ciro é denunciado por suposto recebimento de R$ 7,3 milhões em propinas da Odebrecht. Ele foi da base de Lula enquanto deputado federal e de Dilma Rousseff e Michel Temer como senador. Tem o projeto político de se tornar governador do Piauí em 2022.

NOTÍCIA RELACIONADA

Trabulo Júnior assume comando da Conab em Brasília na segunda

Mais conteúdo sobre: