HERBERT SOUSA

Denúncia feita em 2016 alertava que Construtora Crescer era de fachada

12/09/2018 17h29 - atualizado 22h18
  • Foto: Divulgação/PRF-PIOperação Itaorna cumprimento de mandadosOperação Itaorna cumprimento de mandados

A Operação Itaorna deflagrada hoje pelo Ministério Público teve sua gênese numa representação protocolada junto ao Tribunal de Contas do Estado, em 2016, pelo então vereador e hoje prefeito de Palmeirais Reginaldo Soares Veloso Junior.

A época, ele alertava que a empresa era de fachada e chegou a anexar a foto da sede na denúncia.

Reginaldo alertou ao TCE o fracionamento de licitações para a ampliação e reforma de unidades escolares no município.

Em 2016 o GP1 já havia denunciado que a empresa era de fachada. O prefeito de Palmeirais da época, Paulo César Vilarinho, foi denunciado ao TCE por realizar cinco licitações, para o mesmo tipo de serviço, com a construtora.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

"Quem não deve não teme", diz Wellington após Operação Itaorna

MP deflagra operação contra fraude em secretarias estaduais do Piauí

Prefeito Paulo César Vilarinho é denunciado ao Tribunal de Contas