RAURISTÊNIO BEZERRA

MP apura denúncia de contratação sem concurso em Marcos Parente

10/08/2017 14h26 - atualizado 14h27

O Ministério Público Estadual, por meio do promotor de Justiça Edgar dos Santos Bandeira Filho instaurou inquérito civil para de apurar a contratação de servidores públicos sem concurso público pela prefeitura de Marcos Parente.

O inquérito foi aberto com base em declarações prestadas por diversas pessoas aprovadas ou classificadas em concurso público para cargos no município de Marcos Parente, informando que pessoas sem a devida aprovação em concurso público tem sido nomeadas em caráter precário para exercer cargos na referida prefeitura.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Pedro Nunes, Prefeito de Marcos ParentePedro Nunes, Prefeito de Marcos Parente

O promotor considerou que as explicações oferecidas pela prefeitura Municipal de Marcos Parente, até o presente momento, não foram suficientes para elucidar as dúvidas acerca da legalidade da conduta do Município, fazendo-se necessária a continuidade das investigações.

Já foi determinado pelo promotor a remessa desta portaria, por meio eletrônico, ao Centro de Apoio de Combate à Corrupção e Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público do Piauí, para conhecimento, do Colendo Colégio de Procuradores de Justiça do Estado do Piauí, e para fins de publicação oficial, via e-mail institucional.

Determinou ainda juntar aos autos os termos de declarações e documentos fornecidos pelos noticiantes e pela prefeitura de Marcos Parente, bem como oficiar à Câmara Municipal requerendo cópia dos balancetes mensais enviados pela prefeitura exercício financeiro de 2017.

A portaria nº 10/2017 foi assinada pelo promotor de justiça nesta terça-feira (08). O município de Marcos Parente tem como prefeito Pedro Nunes.

Mais conteúdo sobre: