JOÃO CARVALHO

Prefeito maranhense, filho de Oeiras, tem o mandato cassado

23/01/2010 14h45

O prefeito de Pirapemas, Eliseu Moura (PP), que é filho de Oeiras, foi cassado ontem pela Câmara de Vereadores do município. Ele é acusado de crimes contra o patrimônio público e de ter apresentado certidões falsas de obras que nunca foram realizadas.
A cassação de Eliseu Moura é resultado dos trabalhos de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou “infrações político-administrativas” do progressita, segundo explicaram os vereadores da cidade. O prefeito de Pirapemas, cidade distante 200 km de São Luís, foi cassado por seis votos a dois. Em cinco dias, o vice-prefeito Hieron Barroso Maia (PP) deve assumir o cargo.
O prefeito não foi encontrado na cidade, mas assessores informaram que ele vai ingressar na Justiça com um mandado de segurança para se manter na prefeitura. Eliseu Moura também é investigado pela CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa acusado de abuso sexual contra menores