HERBERT SOUSA

TRT absolve Gilmar Fortes e o mantém na presidência do STTR de Oeiras

06/04/2020 20h01 - atualizado 20h02

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) julgou improcedente uma denúncia que pedia a cassação do mandato do presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Oeiras (STR), Gilmar Fontes. Com a decisão, o líder sindical fica mantido no cargo.

De acordo com o site Oeiras em Foco, o processo foi movido junto à Justiça do Trabalho por Francisco Edelton de Sousa Nogueira, opositor que disputou a eleição para o sindicato. No processo eleitoral, votaram 3.438 trabalhadores rurais de Oeiras. Desses votos, Edelton obteve apenas 993, enquanto Gilmar Fontes, vitorioso, se reelegeu com 2.392.

  • Foto: Reprodução/FacebookGilmar FortesGilmar Fortes

Após o resultado do pleito, Edelton Nogueira ingressou com uma ação na Justiça pedindo o cancelamento do registro da candidatura do presidente eleito, alegando que ele não era um trabalhador rural. O pedido foi aceito e Gilmar Fontes recorreu, mas teve seu recurso negado. O presidente do sindicato entrou com outro recurso, argumentando que a decisão proferida pelo TRT apresentava omissões e contradições com as provas apresentadas nos autos. Em nova análise, a turma do TRT acatou os embargos e modificou a sentença, declarando que Gilmar Fontes se enquadra na condição de trabalhador rural e que as eleições foram legítimas, assegurando assim o exercício de seu mandato.