CELSO OLIVEIRA

Violência doméstica é tema de palestra com mulheres agricultoras

25/03/2018 21h38 - atualizado 26/03/2018 08h04

A violência doméstica contra a mulher e os mecanismos da Lei Maria da Penha foi tema de palestra em Lagoa de São Francisco-PI. O tema foi apresentado nos seus mínimos detalhes para centenas de mulheres agricultoras filiadas e não filiadas do sindicato em homenagem ao dia 08 de março, dia da mulher.

  • Foto: Adv. Natalícia MariaDra. Natalícia Maria, Maria Albênia, Rosa Maria membros da FETAGRosa Maria, membros da FETAG, Maria Albênia e a adv. Dra. Natalícia Maria,

A diretoria do sindicato convidou a advogada especialista no tema, Natalícia Maria para explanar sobre o tema para as agricultoras. A advogada já trabalha o tema Violência Doméstica e Familiar contra as Mulheres e os mecanismos da Lei Maria da Penha desde 2014 quando coordenou o projeto Lei Maria da Penha nas Escolas em Cocal de Telha-PI, projeto que em parceria com o Ministério Público Estadual, acaba de ser implantado pela secretaria estadual de educação nas escolas do estado.

  • Foto: Adv.. Natalícia MariNatalícia fazendo a palestraNatalícia fazendo a palestra

O evento aconteceu no auditório do sindicato das trabalhadoras rurais na própria sede da entidade e teve a presença de centenas de agricultoras e convidados.

De acordo com a presidente Maria Albênia e a vice residente, Rosa Maria, a escolha do tema se deu para despertar as mulheres para o grave problema de violência. Segundo elas, as mulheres da zona rural não recebem nenhum tipo informação para se protegerem.

  • Foto: Adv. Natalícia MariaNatalícia explana o tema e seus detalhes ao publico de mulheresNatalícia explana o tema e seus detalhes ao publico de mulheres

“Elas devem e têm o direito de conhecerem a lei e seus mecanismos que geram proteção e políticas públicas.” Disse a advogada ao conversar com a presidente do sindicato.

  • Foto: Adv. Natalícia MariaMulheres participando da dinâmica Mulheres participando da dinâmica

Centenas de mulheres assistiram atenciosamente às explanações da advogada Natalícia Maria que ao final realizou a dinâmica “indentificadora” de situação. A advogada deixou o público em estado atenção do início ao fim da exposição do tema, haja vista algumas senhoras emocionarem ao ponto de chorar durante a palestra.