Teresina - PI

Acusado de estuprar menina com paralisia cerebral é preso em Teresina

“Ele retirava a garota da sala, levava para outro local do colégio sobre o pretexto de realizar alguns cuidados e lá ele praticava os atos libidinosos", relatou o delegado geral Luccy Keiko.

Jeyson Moraes
Teresina
26/03/2020 13h01 - atualizado 14h34

A Polícia Civil do Estado do Piauí, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, cumpriu mandado de prisão preventiva contra um indivíduo acusado de estupro de vulnerável em Teresina, na manhã desta quinta-feira (26). O suspeito não teve o nome revelado pela polícia.

Segundo o delegado Geral da Polícia Civil, Luccy Keiko, o acusado teria se aproveitado de ser estagiário da área de enfermagem em uma escola da zona norte da cidade para estuprar a adolescente. A menina tem apenas 13 anos e possui paralisia cerebral.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luccy KeikoLuccy Keiko

“Ele retirava a garota da sala, levava para outro local do colégio sobre o pretexto de realizar alguns cuidados e lá ele praticava os atos libidinosos. A garota descreveu as características desse individuo que foram corroboradas com outras provas colhidas no inquérito”, contou o delegado geral.

Luccy Keiko afirmou que ele será conduzido à audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça para as medidas cabíveis ao caso.

Mais conteúdo sobre: