Teresina - PI

Acusado de matar duas pessoas em briga por pipa é preso em Teresina

As investigações do polícia apontam que os dois acusados pelo crime teriam discutido como Tiago Monteiro e José Oliveira porque eles teriam cortado a linha da pipa dos acusados.

Bárbara Rodrigues
Teresina
16/09/2020 14h33 - atualizado 14h37

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil do Piauí, prendeu nessa quarta-feira (16) um homem identificado apenas como K.I.A.D.S., que é suspeito de participação nos assassinatos de Tiago da Silva Monteiro e José Guilherme dos Santos Oliveira, ambos de 27 anos, durante briga por pipa no bairro Itararé, na zona sudeste de Teresina, no dia 27 de junho deste ano.

Segundo informações do delegado Jarbas Lima, foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva contra o acusado, que é suspeito de ser um dos autores do crime. Outro jovem teria participado do crime, mas ele ainda não foi preso.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado Jarbas LimaDelegado Jarbas Lima

As investigações da polícia apontam que os dois acusados do crime teriam discutido como Tiago Monteiro e José Oliveira porque eles teriam cortado a linha da pipa dos acusados. Após a discussão, os suspeitos saíram do local e depois retornaram armados com uma pistola e efetuaram os disparos contra as duas vítimas.

José e Tiago chegaram a ser socorridos e encaminhados por vizinhos ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde deram entrada ainda com vida, mas não resistiram aos ferimentos e acabaram morrendo.

  • Foto: DivulgaçãoJovens foram mortos após discussão por pipaJovens foram mortos após discussão por pipa

“Vale ressaltar que dias antes do fato K.I.A.D.S. já teria ido na praça (local do duplo homicídio), para ameaçar jovens que empinavam pipas, avisando que ninguém deveria cortar a sua linha senão iriam pagar com a vida”, informou o delegado. O acusado foi preso em sua residência, localizada no bairro Itararé. Também foi cumprido um mandado de busca e apreensão, onde foi localizado um simulacro de arma de fogo.

  • Foto: Divulgação/PC-PIArma encontrada na casa do acusadoArma encontrada na casa do acusado

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa informou que disponibiliza o número 181 para denúncias anônimas que possam ajudar as investigações que estão em andamento.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jovens são mortos a tiros durante briga por pipa em Teresina