Piauí

Acusado de matar empresária piauiense no Mato Grosso é morto pela PM

A piauiense foi morta dentro de sua lanchonete, com um tiro na cabeça, na madrugada de 23 de junho, no município de São José do Rio Claro-MT após reagir ao assalto.

Fábio Wellington
Teresina
03/07/2020 18h32 - atualizado 18h55

O acusado de executar a empresária piauiense Maria Deuseline Freire Carvalho, de 34 anos, durante um assalto no estado do Mato Grosso, morreu na tarde desta sexta-feira (03), após troca tiros com a Polícia Militar na cidade de Nova Maringá-MT. Ele foi identificado apenas como Christian.

A piauiense foi morta dentro de sua lanchonete, com um tiro na cabeça, na madrugada de 23 de junho, no município de São José do Rio Claro-MT após reagir ao assalto. Ela é natural de Batalha, região Norte do Piauí.

  • Foto: Reprodução/WhattsappVítima e acusadoVítima e acusado

Em entrevista ao GP1, o coronel Cristiano, da Polícia Militar de Mato Grosso, contou que após o crime, o delegado responsável pela investigação do caso solicitou ao juiz da cidade a prisão preventiva do acusado, que foi concedida.

“Desde ontem, que estávamos no encalço desse elemento e agora a tarde localizamos ele mais uma vez, onde ocorreu uma intensa troca de tiros entre nossos policiais e o acusado. E nesse embate ele acabou morrendo juntamente com outro suspeito. A perícia foi feita, no local onde eles foram mortos, e os corpos foram encaminhados para ao ao Instituto de Medicina Legal (IML)”, relatou o coronel Cristiano.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Vídeo mostra empresária piauiense sendo morta em assalto no MT

Empresária piauiense morre após ser baleada durante assalto no Mato Grosso

Mais conteúdo sobre: