Paulistana - PI

Acusado de matar ex-mulher com machado em Paulistana vira réu

O magistrado determinou a citação pessoal do acusado, para responder à acusação por escrito, no prazo de 10 dias. A decisão foi dada pelo juiz Denis Deangelis Brito Varela.

Davi Fernandes
Teresina
07/10/2020 17h31

O juiz Denis Deangelis Brito Varela, da Vara Única da Comarca de Paulistana, recebeu denúncia do Ministério Público do Piauí (MPPI) contra Joab dos Santos Campos, acusado de assassinar sua ex-companheira, Evelin Pedrosa Rodrigues, com golpes de machado e faca no último dia 29 de agosto deste ano em Paulistana. A decisão é do último dia 30 de setembro.

O magistrado determinou a citação pessoal do acusado, para responder à acusação por escrito, no prazo de 10 dias. Assim, deve constar na resposta, seus argumentos preliminares e alegações sobre tudo o que interessar à sua defesa, como oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e incluir testemunhas.

  • Foto: Reprodução/InstagramEvelin RodriguesEvelin Rodrigues

Entenda o caso

Evelin Rodrigues tinha apenas 24 anos e foi brutalmente assassinada com cinco golpes de faca e um golpe de machado na porta de sua casa, em Paulistana. A vítima era filha do vereador daquele município, Elias de Liberato, que também já foi vice-prefeito da cidade.

Ao GP1 o subcomandante da Polícia Militar de Paulistana, major Antônio Milton, informou que o suspeito do crime, ex-companheiro de Evelin, tentou cometer suicídio após o ocorrido, porém a sua ação foi interrompida pela PM.

“Nós tomamos conhecimento de que a vítima se tratava da filha de um vereador da cidade. O caso de fato já foi encerrado. O acusado foi internado em Picos, está sob custódia da PM, porque tentou se matar cortando os pulsos com arma branca. Infelizmente a vítima já foi encontrada sem vida”, informou.

Em entrevista ao GP1, o primo de Evelin, identificado como Pedrosa, contou que o acusado invadiu a casa da jovem, e os dois iniciaram uma discussão. Ela correu para fora da residência para pedir socorro, mas foi golpeada com um machado nas costas.

“O dois tinham um filho, mas eles já estavam separados. Enciumado na madrugada de hoje, ele invadiu a casa dela armado e começou a discutir com ela. Ela chegou a sair de casa, mas ao chegar na rua foi alcançada por ele. O acusado golpeou ela com um machadada nas costas, três facadas no tórax e uma na barriga”, informou o primo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Filha de vereador é morta com golpes de machado e faca em Paulistana

Governador Wellington Dias lamenta feminicídio em Paulistana