Piracuruca - PI

Acusado de matar Lara Fernandes é preso pela PM em Piracuruca

De acordo com o delegado Barêtta, o suspeito foi preso após praticar furtos e arrombamentos em Piracuruca.

Débora Dayllin
Teresina
03/12/2018 13h58 - atualizado 15h58

O diretor do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP – delegado Francisco Costa, o Barêtta, informou ao GP1, na tarde desta segunda-feira (03), que o acusado de assassinar a jovem Lara Fernandes, foi preso no último sábado (01) na cidade de Piracuruca. Ele foi identificado como Eduardo Pessoa Araújo.

De acordo com o delegado, o suspeito foi preso após praticar furtos e arrombamentos em Piracuruca. “O Eduardo foi preso na tarde do último sábado na cidade de Piracuruca por uma equipe da Polícia Militar, após praticar alguns furtos na cidade, arrombamentos em veículos e residências. Ele foi preso na BR, em um veículo de cor prata, ele estava portando um revólver calibre 32, e andava em companhia de outro indivíduo, inclusive foi encontrado alguns pertences das vítimas que ele tinha levado. O acusado já era foragido do sistema prisional do estado, ele foi condenado pelo crime de roubo e furto ano passado”, afirmou.

  • Foto: GP1Eduardo Araújo e Lara Fernandes Eduardo Araújo e Lara Fernandes

“Ele foi encaminhado para a delegacia de Piracuruca, para ser autuado em flagrante, mas inicialmente ele deu o nome errado, mas a polícia investigou direitinho e constatou que era ele. Foi então informado a delegada Luana Alves, que é a responsável pelo caso”, revelou Barêtta.

O delegado informou que ele está preso na delegacia do município e ainda não foi interrogado acerca do caso. “Ele ainda vai ser interrogado pela delegada, essa semana ele deve ser recambiado, ou a delegada vai diligenciar até lá, acredito que ele não deva permanecer no município, porque lá não tem cadeia pública, ele está na delegacia, mas lá não tem condições de sustentar um indivíduo perigoso como ele. Ele deve ir para Parnaíba ou Altos. Já a arma apreendida será analisada para saber se foi a mesma utilizada no crime de Lara”, informou.

De acordo com a delegada Luana Alves, do Núcleo de Feminicídio, o pedido de prisão temporária contra Eduardo Pessoa Araújo, vulgo Bafafa, foi protocolado na Central de Inquéritos desde o dia 13 de novembro, 6 dias após o crime.

Relacionamento com Lara

Segundo revelou o delegado Barêtta, Eduardo era casado, mas há cerca de dois anos conheceu Lara com quem passou a se relacionar. A relação dos dois era marcada por muitos ciúmes e possessividade por parte do suspeito. “Eles tinham uma relação mista, de amizade, de amor, e de perigo, o Eduardo praticava algumas condutas criminosas pela cidade de Parnaíba, e a Lara tinha conhecimento. Eles frequentavam salão de macumba, onde nas noites eles faziam despacho em cemitérios aqui em Teresina. Era uma coisa assim que ninguém entendia, não podia ter outro resultado senão nessa morte violenta”, disse Barêtta.

O delegado ainda pontuou que as agressões físicas eram constantes, e no dia do crime, Eduardo passou às 19h na casa da vítima e a buscou, os dois saíram e Lara não foi mais vista, até ser encontrada já sem vida no Rio Parnaíba. O trabalho investigativo teceu a narrativa do crime que desencadeou para a identificação do acusado.

Entenda o caso

O corpo de Maria de Lara Fernandes de Silva, de 23 anos, foi encontrado no Rio Parnaíba na manhã do dia 07 de novembro, na região da Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina.

De acordo com os policiais do DHPP, funcionários de uma draga estavam trabalhando no local, quando se depararam com um corpo no rio e resolveram levá-lo até a margem. Os bombeiros foram acionados, juntamente com a Polícia Militar, mas ao perceberem que havia uma marca profunda na cabeça da vítima a perícia criminal foi acionada, juntamente com o DHPP, pois se tratava de um homicídio.

O caso foi repassado para o Núcleo de Feminicídio, e a delegada Luana Alves é a responsável pela investigação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Corpo de mulher é encontrado no Rio Parnaíba com sinais de violência

Mulher encontrada morta no Rio Parnaíba em Teresina é identificada

Barêtta revela que Lara Fernandes foi morta pelo companheiro