Teresina - PI

Acusado de matar mulher em praça em Teresina vira réu na Justiça

A decisão do juiz de direito Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri, é de 5 de novembro deste ano.

Wanessa Gommes
Teresina
18/11/2018 17h14 - atualizado 19h02

O juiz de direito Antônio Reis de Jesus Nollêto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri, recebeu denúncia do Ministério Público do Estado do Piauí contra João Pedro da Silva Santos acusado de matar Ludimar de Sousa Oliveira em praça pública. A decisão é de 5 de novembro deste ano.

Para receber a denúncia, o magistrado considerou que está demonstrada a justa causa para a deflagração da ação penal por estares presentes a prova da materialidade do fato e indícios de autoria/participação atribuídos ao denunciado colhidos durante a investigação criminal.

João Pedro foi preso no dia 10 de outubro deste ano acusado de matar Ludimar com um tiro na praça do bairro Todos os Santos, zona sudeste de Teresina, no dia 08 de setembro.

Segundo o Núcleo Policial de Investigação de Feminicídio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), João Pedro e Ludimar estavam na praça, quando iniciaram uma discussão. A vítima tentou arremessar duas pedras contra o acusado que, em posse de uma arma de fogo, efetuou um tiro na cabeça da vítima, que morreu ainda no local.

O juiz ainda negou pedido de revogação de prisão do acusado por existir risco à ordem pública.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Acusado de assassinar mulher em Teresina é preso pelo DHPP

PM registra dois homicídios na madrugada deste sábado em Teresina