Miguel Alves - PI

Acusado de roubar BB de Miguel Alves morre em troca de tiros com a PM

O secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, confirmou ao GP1, que o confronto ocorreu em uma região de mata entre as cidades de União e Miguel Alves.

Davi Fernandes
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
14/10/2020 17h33 - atualizado 18h00

Um dos suspeitos de roubar e explodir a agência do Banco do Brasil do município de Miguel Alves foi morto nesta quarta-feira (14) durante uma troca de tiros com policiais da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI).

O secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, confirmou ao GP1, que o confronto ocorreu em uma região de mata entre as cidades de União e Miguel Alves. Durante a troca de tiros, um dos criminosos foi morto. Outros seis bandidos estão cercados pela polícia.

  • Foto: Helio Alef/GP1Coronel Rubens Pereira Coronel Rubens Pereira

“Teve realmente esse confronto entre a polícia e os acusados, sendo que um deles morreu na troca de tiros. Com ele os policiais encontraram um fuzil 762. Outros seis suspeitos estão cercados no matagal na zona rural de União”, informou o coronel Rubens.

Entenda o caso

Criminosos fortemente armados explodiram, na madrugada de domingo, 4 de outubro, uma agência do Banco do Brasil na cidade de Miguel Alves. Durante a fuga, os bandidos trocaram tiros com a polícia e levaram cinco reféns que estavam nas proximidades da agência.

Segundo o sargento Adalberto, da Polícia Militar da cidade, a guarnição foi informada sobre a explosão por volta das 3h17 da madrugada.

“Nós estávamos de serviço quando ligaram e informaram que cerca de 10 bandidos armados tinham explodido o banco. Nós fomos ao local, eles dispararam contra nossa equipe e houve troca de tiros. O banco ficou totalmente destruído por causa da explosão e parece que ainda tem bomba que ainda não foi detonada dentro da agência”, contou o sargento ao GP1.

Durante a fuga, os bandidos trocaram tiros com a polícia e ainda levaram cinco pessoas de refém. O sargento explicou que eles foram liberados logo na saída da cidade e que dois carros, provavelmente utilizados na fuga, foram queimados.

NOTÍCIA RELACIONADA

Bandidos explodem Banco do Brasil de Miguel Alves e levam reféns