Teresina - PI

Acusados de matar PM são presos após troca de tiros em Teresina

De acordo com informações da Polícia Militar, os acusados resistiram, trocaram tiros com os policiais e um foi atingido com um disparo.

Andressa Martins
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
01/03/2020 11h16 - atualizado 12h42

Acusados de matar cabo da PM são presos em Teresina

Policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, em parceria com a Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP-PI), prenderam na manhã deste domingo (1) três acusados de matar o policial militar Raimundo Alves de Oliveira no bairro Novo Horizonte, na zona sudeste de Teresina. De acordo com informações da Polícia Militar, os acusados resistiram, trocaram tiros com os policiais e um foi atingido com um disparo. As prisões aconteceram no Parque Universitário, zona leste de Teresina.

O Comandante de Operações da Polícia Militar, coronel Márcio Oliveira, confirmou a troca de tiros com acusados e informou que segue em diligências para prender o último suspeito. O acusado baleado foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

"Já temos dois presos, uma arma de fogo apreendida e outro preso foi baleado e está ruim. Teve uma troca de tiros aqui. Ele estava armado, resistiu e levou tiro e está no HUT muito ruim. Já temos três vagabundos presos, um baleado e dois presos. Estamos diligenciando para chegar no outro", afirmou o comandante.

Baleado

Um dos acusados de matar o policial Raimundo Alves foi baleado no tórax durante troca de tiros com a polícia. Com ele, segundo o major Audivam Nunes, da Força Tarefa da PM, foi encontrada a arma utilizada para matar o cabo da PM.

“Ele foi baleado, estava inclusive com a arma do crime, não se entregou, trocou tiros com nossas guarnições da Força Tarefa. Foram feitos todos os procedimentos legais, depois de uma troca de tiros, a gente tem que prestar os primeiros socorros, como diz a lei e a gente só faz aquilo que a lei determina”, disse.

Tentativa de assalto

O major Audivan Nunes disse ainda que a polícia acredita que os quatro elementos tentaram assaltar o cabo Raimundo, mas ao perceber que ele era policial e estava armado, optaram por alvejar o policial na porta de casa.

“O policial militar estava chegando em casa por volta de 5 horas da manhã, estava trabalhando, os caras chegaram e o abordaram, quando perceberam que ele era policial e estava armado, simplesmente atiraram. O policial caiu, ficou na porta de casa morto e desde então a gente está em diligências e vamos prender o que falta ser preso”, explicou.

O crime

Por volta das 5 horas da manhã o policial Raimundo Alves de Oliveira, de 50 anos, foi morto com três tiros na porta de casa, na Rua Natal, no bairro Novo Horizonte, zona sudeste da capital.

  • Foto: Arquivo PessoalRaimundo Alves de OliveiraRaimundo Alves de Oliveira

Segundo informações repassadas para a Polícia Militar, homens em um veículo modelo Fiat Siena de cor prata discutiram com Raimundo e efetuaram os disparos. A vítima faleceu no local.

NOTÍCIA RELACIONADA

Policial militar é morto com três tiros no bairro Novo Horizonte

Mais conteúdo sobre: