Parnaíba - PI

Acusados de matar vigia durante assalto em Parnaíba são presos

O 2º Batalhão da Polícia Militar do Piauí informou que a mãe de Tainara, uma das acusadas, foi a responsável por acionar a polícia.

Laura Moura
Teresina
10/02/2019 18h37 - atualizado 18h38

Duas pessoas identificadas como Tainara Santos Lima e Maicon Douglas Araújo foram presas nesta sexta-feira (08), acusadas de assassinarem o vigia Antônio Laurindo Gonçalves, de 57 anos durante um assalto no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Mendonça Clark, na Rua 07 de Janeiro, em Parnaíba.

O 2º Batalhão da Polícia Militar do Piauí informou que a mãe de Tainara foi a responsável por acionar a polícia. Ela entrou em contato com o quartel, via copom, relatando que sua filha tinha chegado em casa lesionada e com uma bicicleta que pertencia ao vigia.

  • Foto: Divulgação/PMBicicleta do vigiaBicicleta do vigia

Ao chegarem no local, os policiais apreenderam a bicicleta. Tainara ainda revelou o nome de um outro indivíduo envolvido no crime, identificado como Maicon Douglas. Ele foi encontrado na própria residência, que fica na Rua Travessa Luís Correia, no bairro Mendonça Clark. Os dois foram conduzidos para a Central de Flagrantes de Parnaíba.

Entenda o caso

No início da manhã desta sexta-feira (08), o vigia Antônio Laurindo Gonçalves, de 57 anos, foi encontrado morto no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Mendonça Clark, na Rua 07 de Janeiro, em Parnaíba. O corpo foi localizado por detrás de uma mesa quebrada e algumas cadeiras estavam caídas, o que indicou que houve luta corporal.

Mais conteúdo sobre: