Piauí

Advogado Celso Barros Neto é eleito novo presidente da OAB Piauí

Todos os advogados e advogadas que estão regularmente inscritos na OAB-PI, puderam votar hoje ao longo do horário de 9h até às 17h.

Davi Fernandes
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
Cinara Taumaturgo
Teresina
24/11/2018 18h04 - atualizado 25/11/2018 10h22

Celso Barros Neto é eleito presidente da OAB Piauí

O advogado Celso Barros Neto foi eleito neste sábado (24) o novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Piauí (OAB-PI) com 3024 votos (41,92%). Ele disputava contra os advogados Lucas Villa, que recebeu 2702 votos (37,44%) e Carlos Henrique, que obteve 1490 votos (20,64%). O advogado Celso Barros liderava a Chapa 4, intitulada “Independência OAB”, que tem a advogada Alynne Patrício como vice-presidente. A apuração dos votos começou por volta das 17h30 no auditório da OAB-PI.

Com a eleição, Celso afirmou que “a OAB vai continuar sendo representada por pessoas que foram eleitas democraticamente e vamos cumprir os mandamentos, com ética, respeitando a lei, e a nossa classe”.

Ele acredita que a união da sua chapa com a que era liderada pela advogada Geórgia Nunes, ajudou na vitória. “A união deu muito mais força ao nosso movimento e isso foi fundamental, pois mostramos que é preciso ter união. Depois disso vou procurar os outros candidatos, para conversar e ouvir as ideias deles”, destacou.

A advogada Geórgia Nunes comemorou a vitória. “Nós estamos muito felizes que o nosso propósito da união era que a vontade da maioria da advocacia prevalecesse, com esse resultado nos percebemos isso, nós percebemos que a vontade prevaleceu. A advocacia agora vai ter trabalho e nós vamos resgatar a nossa instituição e nós vamos reerguer ela. Juntos nós vamos trabalhar com o time do nosso Dr. Celso, nosso time, e vamos fazer acontecer todos os compromissos que nós firmamos durante a campanha. Nós conseguimos unir as chapas, unir também os nossos eleitores, a nossa militância apoiou e isso se transformou em votos nas urnas”, afirmou.

A votação

Mais de 9 mil advogados votaram neste sábado para eleger representantes da Diretoria do Conselho Seccional, de Conselheiros Federais, da Diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados, das Diretorias das Subseções e Conselhos de Subseções para o próximo triênio 2019/2021.

Todos os advogados e advogadas que estão regularmente inscritos na OAB-PI, puderam votar hoje ao longo do horário de 9h até às 17h. O voto foi obrigatório para todos os advogados inscritos nos quadros Ordem, caso não tenham votado, estão sob pena de multa e ainda terão até o dia 26 de dezembro para poder justificar a ausência. Na capital cerca de sete mil advogados, em 24 secções votaram na sede da OAB-PI, no bairro Cabral. No interior do Estado, os maiores colégios eleitorais são Picos (545) e Parnaíba (457). Além de mais 11 (onze) municípios, onde a OAB possui Subseção: Água Branca, Barras, Bom Jesus, Campo Maior, Corrente, Floriano, Oeiras, Piripiri, São Raimundo Nonato, Uruçuí e Valença.

Chapas concorrentes

Os advogados com domicílio eleitoral em Teresina escolheram uma três chapas registradas para o Conselho Seccional. A Chapa 1 é presidida pelo advogado Lucas Villa, que tem como candidata a vice-presidente a advogada Naiara Moraes. A Chapa 2 é encabeçada pelo advogado Carlos Henrique, como presidente e Daniela Freitas, vice-presidente. A Chapa 4, que agora se uniu a chapa 3 de Geórgia Nunes, tem o nome do advogado Celso Barros Neto, como presidente e a advogada Aline Patrício, vice.

A advogada Geórgia Nunes anunciou na tarde desta sexta-feira (23), desistência da disputa pela presidência e declarou apoio a Celso Barros, da Chapa 4. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva, no comitê de campanha, localizado na zona leste de Teresina.

Perfil do eleito

O Celso é Bacharel em Direito pela UFPI e Advogado Privado militante nas áreas de Direito Civil, Consumidor e Administrativo. É também Advogado Público do Estado do Piauí, tendo atuado na Procuradoria Judicial e atualmente está lotado na Procuradoria Tributária.

É pós-graduado em Direito Constitucional pela UFPI e em Direito Público e Privado pela Escola Superior da Magistratura-PI, assim como também é pós-graduado em Direito Administrativo pela Universidade de Salamanca na Espanha. Tem ainda outros cursos de extensão em Direito pela Universidade Nacional de Buenos Aires na Argentina.

Tem vasta experiência em gestão classista, pois colaborou na ANAPE, sendo membro do Conselho Fiscal (2008/2010), Vice-Presidente do Conselho Consultivo (2010/2012) e Secretário Geral adjunto (2012/2014). Na Secretaria de Estado de Governo do Piauí foi Chefe de Gabinete e Assessor Técnico e já foi Assessor Jurídico do Gabinete da Assembleia Legislativa do Estado do Piauí.

No Magistério, foi professor de Direito Empresarial e de Direito Processual Civil, nas faculdades Santo Agostinho, FACID e na UFPI; bem como já foi Professor da Escola Nacional de Seguros no Distrito Federal.

Mais conteúdo sobre: