Piauí

Alepi aprova voto de pesar pela morte do jornalista Egídio Brito

O jornalista faleceu, na última sexta-feira (04), vítima de um edema cerebral e insuficiência renal em decorrência de uma meningoencefalite viral depois de sete dias internado. 

Wanessa Gommes
Teresina
07/10/2019 20h01 - atualizado 20h12

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovou, nessa segunda-feira (07), votos de pesar pelas mortes do jornalista Egídio Brito, da psicóloga Santana Andrade e seus filhos, Thiago Andrade e Thamyris Andrade, ocorridas na última sexta-feira (04). As propostas foram apresentadas pelos deputados Teresa Britto (PV) e Francisco Costa (PT).

O jornalista faleceu vítima de um edema cerebral e insuficiência renal em decorrência de uma meningoencefalite viral depois de sete dias internado.

  • Foto: FacebookEgídio BritoEgídio Brito

Santana e os filhos morreram em um trágico acidente de carro na BR 316, na cidade de Monsenhor Gil. Ela era diretora do Hospital Regional Teresinha Nunes de Barros, do município de São João do Piauí.

A psicóloga e os dois filhos estavam retornando do município de Canto de Buriti onde participaram da missa se sétimo dia da morte do irmão de Santana.

  • Foto: Arquivo PessoalThamyris Andrade, Santana Andrade e Thiago AndradeThamyris Andrade, Santana Andrade e Thiago Andrade

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Psicóloga e filhos morrem após colisão entre veículos na BR 316

Jornalista Egídio Brito morre aos 32 anos no Hospital São Marcos