Teresina - PI

Alunos iniciam ocupação do campus da UESPI no bairro Dirceu

Segundo Antônia Ferreira, todas as entradas do campus estão interditadas.

Fábio Wellington
Teresina
26/09/2019 07h57 - atualizado 08h24

Alunos da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) decidiram durante assembleia estudantil realizada na tarde desta quarta-feira (25), quem irão ocupar por tempo indeterminado o campus Clóvis Moura, no bairro Dirceu, zona sudeste de Teresina.

Ao GP1, uma das líderes da ocupação, Antônia Ferreira, aluna do curso de letras português, contou que há quatro dias os funcionários responsáveis pela limpeza iniciaram uma greve por estarem há 4 meses sem receber salários.

“Com a paralisação deles a gente teve que fazer a limpeza de todas as salas para poder ter aula, só que estava ficando muito cansativo, e a gente não estava ajudando eles. Então, a gente se reuniu e comprou cestas básicas para eles, fizemos um vídeo limpando as salas, divulgamos e hoje decidimos pela a ocupação por tempo indeterminado”, falou a líder.

“Os bebedouros estão sujos, quem bebe água de lá, sente dor de barriga, não dá para utilizar os banheiros por conta da sujeira neles e no campus em si. Outra reivindicação nossa, é que o governo contrate novos professores, são mais de 600 disciplinas sem docentes, o pagamento de bolsas atrasadas, entre outras”, explicou Antônio Ferreira.

Ainda de acordo com Antônia Ferreira, todas as entradas do campus estão interditadas. “As chaves já estão com a gente e a partir de hoje iremos nos mudar para a UESPI”, finalizou a aluna.

Outro lado

O GP1 tentou contato com o reitor Nouga Cardoso nessa quarta-feira (25), que não atendeu às ligações.

Mais conteúdo sobre: