Política

Anthony Garotinho conclui retrato falado de suposto agressor

O ex-governador que contou que o suposto agressor teria cerca de 1,80 m de altura e cabelos mais claros do que aparentava no retrato-falado.

Raisa Brito
Chefe de Redação
04/01/2018 22h08 - atualizado 22h10

Foi concluído, nesta quinta-feira (04), o retrato falado do suposto agressor do ex-governador Anthony Garotinho (PR-RJ). O caso aconteceu há um mês quando ele estava na cadeia. Garotinho teve de voltar à Cidade da Polícia, na zona norte do Rio, porque ficou faltando o nariz do desenho.

  • Foto: DivulgaçãoRetrato-falado do suposto agressor de Anthony GarotinhoRetrato-falado do suposto agressor de Anthony Garotinho

“O retrato falado praticamente já estava pronto quando, lá em Bangu, faltando apenas colocar o nariz, o sistema deu pane, e nós estamos há mais de 30 dias querendo completar”, disse o ex-governador que contou que o suposto agressor teria cerca de 1,80 m de altura e cabelos mais claros do que aparentava no retrato-falado.

Ainda segundo Garotinho, o suposto agressor não é um agente penitenciário: “Agente penitenciário não usa sapato. Sou uma pessoa bastante observadora. Agente penitenciário usa tênis. Eu reparei isso lá dentro. A pessoa estava de sapato preto sem cadarço”, afirmou.

Prisão

  • Foto: Wilton Junior / Estadão ConteúdoAnthony GarotinhoAnthony Garotinho

Garotinho foi preso pela Polícia Federal, em novembro do ano passado, acusado de ter recebido dinheiro de caixa 2 e de ter comprado votos. Ele ficou preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, onde ele teria sido vítima de agressão.

Mais conteúdo sobre: