Política

Assis Carvalho defende reeleição de Margarete Coelho em 2018

“Em defesa do empoderamento das mulheres e em respeito à uma construção política dialogada, acho Margarete um bom nome", disse Assis.

Germana Chaves
Teresina
17/12/2017 16h03 - atualizado 16h04

O presidente do Diretório do PT do Piauí, o deputado federal Assis Carvalho defendeu a continuidade da vice-governadora Margarete Coelho (Progressistas) no cargo nas próximas eleições, durante entrevista ao GP1. Ele justificou o posicionamento afirmando que essa é uma maneira de empoderar as mulheres e respeitar a coligação formada no passado.

O pensamento de Assis aumenta o descompasso com o PMDB que está no Governo já que o grupo reivindica a vaga ocupada por Margarete com objetivo de indicar o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Themístocles Sampaio Filho para o cargo.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Deputado Assis CarvalhoDeputado Assis Carvalho

“Em defesa do empoderamento das mulheres e em respeito à uma construção política dialogada, acho Margarete um bom nome [para seguir na vaga]. Mas, esse debate será feito em 2018”, ponderou o petista.

Quanto ao descontentamento do PMDB, Assis voltou a dizer que na imposição nada funciona. “Vejo com naturalidade [a insatisfação peemedebista]. O PMDB tem todo direito de sentar à mesa e apresentar sua pauta. Só não deve impor. Na imposição nada funciona, melhor no diálogo”, avisou.