Política

Átila Lira diz que expulsão do PSB foi "autoritária e repressora"

O deputado disse ainda que o partido vai usar sua expulsão para ameaçar os outros parlamentares que sofreram sanções por também serem favoráveis à proposta.

Wanessa Gommes
Teresina
30/08/2019 21h22 - atualizado 21h25

O deputado federal Átila Lira, expulso do PSB, nesta sexta-feira (30), por ter votado favorável à reforma da Previdência contrariando a orientação do partido disse em entrevista ao O Estado de S. Paulo que a decisão foi “autoritária e opressora”. Ele foi expulso com 82 votos favoráveis, quatro contrários, três abstenções e uma suspeição.

Lira disse ainda que o partido vai usar sua expulsão para ameaçar os outros parlamentares que sofreram sanções por também serem favoráveis à proposta. “Foi uma decisão tipicamente autoritária e repressora. Vão usar minha expulsão agora para ameaçar os outros”, afirmou.

  • Foto: Helio Alef/GP1Átila LiraÁtila Lira

Ele também falou que não esperava que fosse expulso do partido. “Não estava esperando. Tinha ideia de que a minha narrativa de defesa era convincente em todos os aspectos, como liberdade de mandato. Achava que o partido, dado o grande número de deputados que votaram (a favor da reforma da Previdência), teria uma decisão de censura, mas nunca de suspensão e exclusão das prerrogativas, como foi feito”, declarou.

Questionado se ele chegou a conversar com o presidente do PSB, Carlos Siqueira, nesta semana, Lira respondeu que não. “É um diálogo difícil. Simplesmente o comportamento dele era o antigo, do tipo não quer diálogo. Disse que eu deveria me relacionar apenas com a comissão (do Conselho de Ética do partido) e mesmo assim a comissão funcionou sem diálogo”.

O parlamentar explicou ainda o motivo de ter votado a favor da reforma da Previdência. “Por uma questão de equilíbrio fiscal. De sustentabilidade douradora. A previdência é o gasto público mais relevante, depois de pessoal. Tínhamos de atualizar essa reforma. Conseguimos mudar a questão dos professores, dos rurais. Não adotamos capitalização. Uma emenda do PSB foi aprovada”.

Ainda de acordo com o deputado ele vai analisar se a decisão cabe recursos e se não couber vai avaliar as possibilidades de outros partidos. “Como eu não esperava, eu agora vou receber a notificação, vou examinar se tem algum recurso que possa resolver. Se não tiver vou ver qual é o melhor partido. Tem muitos partidos e me dou muito com essas lideranças e deputados. Sempre tem convite”, concluiu o deputado.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deputado federal Átila Lira é expulso do PSB

Átila Lira diz que está confiante sobre processo aberto pelo PSB

PSB abre processo contra Átila Lira por votar a favor da reforma