Bizarro

Bebê é enterrado em armário de cozinha por falta de caixão no Ceará

A imagem da criança sendo enterrada dentro do caixão improvisado foi divulgada nas redes sociais.

Nayrana Meireles
Teresina
09/07/2018 08h46

Uma situação inusitada chocou a população da cidade de Uruburetama, no interior do Ceará. Um bebê de apenas quatro meses de idade foi enterrado dentro de um armário de cozinha. Tudo isso porque a prefeitura da cidade não forneceu o caixão para a criança.

A imagem da criança sendo enterrada dentro do caixão improvisado foi divulgada nas redes sociais. Segundo a avó do bebê, a prefeitura não forneceu o caixão para a família. Procurada pela reportagem da Tv Jangadeiro, a prefeitura afirmou que solicitou, no dia 3 de maio 220 caixões, no valor de R$ 118.499,60, dos quais, 80 eram infantis, no entanto, houve um atraso por parte da funerária vencedora do processo licitatório.

A funerária disse em nota que houve uma falha mecânica no carro que se deslocava da empresa para a residência onde se encontrava o bebê falecido. “Devido à falta de sinal telefônico, o contato entre empresa, motorista e prefeitura ficou impossibilitado, o que causou atraso no procedimento”, escreveu a empresa.

Mais conteúdo sobre: