Brasil

Bolsonaro confirma piauiense Kássio Nunes Marques para vaga no STF

Presidente disse à CNN Brasil que nome do desembargador deve sair no Diário Oficial nesta sexta-feira, 2.

Por  Estadão Conteúdo
01/10/2020 19h56 - atualizado 20h36

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira, 1, a escolha do desembargador Kássio Nunes Marques, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1), para assumir a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) com a aposentadoria de Celso de Mello, no próximo dia 13 de outubro. Em entrevista à CNN Brasil, o presidente disse que Kassio será indicado e que o nome dele deve sair no Diário Oficial da União desta sexta-feira.

Bolsonaro já havia comunicado a escolha de Marques aos ministros do Supremo Gilmar Mendes e Dias Toffoli, na noite de terça-feira, 29, em um encontro na casa do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Kassio Nunes Kassio Nunes

Uma vez oficializada a indicação de Kássio Nunes, ele ainda deverá passar por sabatina no Senado. Para ser aprovado e assumir a vaga no STF, o desembargador precisará ser aprovado pela maioria dos 81 senadores, em votação secreta.

Mensagens que circularam pelo WhatsApp e em plataformas como Twitter e Facebook lembravam que o desembargador foi indicado para o Tribunal Regional Federal da 1.ª Região pela então presidente Dilma Rousseff (PT), em 2011.

Currículo de Kássio Nunes Marques

Kássio Nunes Marques nasceu em Teresina (PI) e tem 48 anos. É bacharel em Direito pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e tem especialização em Processo e Direito Tributário pela Universidade Federal do Ceará (UFCE). Além disso, obteve o título de mestre pela Universidade Autônoma de Lisboa.

Nunes já atuou como desembargador e ocupou cargos na seccional do Piauí da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Também já atuou no Conselho Federal da ordem como suplente e chegou a integrar a Comissão Nacional de Direito Eleitoral e Reforma Política. Entre 2008 e 2011, foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí.

Em 2011, foi nomeado desembargador federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) no quinto constitucional, dedicado à advocacia. Foi indicado ao cargo pela então presidente Dilma Rousseff (PT), assumindo a vaga de Carlos Fernando Mathias de Souza, que se aposentara, após ser o mais votado em lista tríplice da OAB.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Kássio Nunes Marques é visto entre juristas como escolha técnica

Encontro na casa de Gilmar Mendes selou indicação de Kassio Nunes ao STF

Elmano diz que piauiense Kássio Nunes é muito respeitado no meio jurídico

Ciro diz que Kássio Nunes no STF é um reconhecimento ao povo do Nordeste

Kassio Nunes tem perfil discreto e é bem avaliado por ministros