Brasil

Bolsonaro descarta congelamento de aposentadorias e desiste do Renda Brasil

"Até 2022, no meu governo, está proibido falar em Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, assegurou o presidente.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Nathalia Carvalho
Teresina
15/09/2020 11h43 - atualizado 11h45

O presidente da República Jair Bolsonaro usou as redes sociais para negar as informações divulgadas por alguns meios de comunicação, que informavam que o governo estaria planejando congelar aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por dois anos para criar o programa Renda Brasil. Ele explicou que o programa não será mais criado.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente negou as informações e explicou que não tem intenção de congelar aposentadorias e pensões. Destacou ainda que daria um “cartão vermelho” para quem aparecesse com esse tipo de proposta.

“Eu já disse, há poucas semanas, que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar aos paupérrimos. Quem, por ventura, vir a propor pra mim uma medida como essa, eu só posso dar cartão vermelho para essa pessoa. É gente que não tem o mínimo de coração, o mínimo de entendimento de como vivem os aposentados do Brasil”, afirmou.

O presidente explicou que alguém da equipe econômica pode ter comentado sobre esse assunto, mas que esse tipo de medida não irá acontecer no seu governo. Bolsonaro garantiu ainda que não vai instituir o Renda Brasil, dessa forma permanece o Bolsa Família.

“Por parte do governo, jamais vamos congelar salário de aposentados, bem como jamais vamos fazer com que o auxílio para idosos e pobres com deficiência seja reduzido para qualquer coisa que seja. Até 2022, no meu governo, está proibido falar em Renda Brasil. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, finalizou o presidente da República.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministério da Economia propõe congelar aposentadoria para criar Renda Brasil

Governo Federal quer incluir Renda Brasil na Constituição

Bolsonaro diz que seguro-defeso vai continuar mesmo com Renda Brasil

Mais conteúdo sobre: