Brasil

Bolsonaro vai exonerar Mandetta ainda nesta segunda, diz O Globo

A expectativa é que a decisão seja publicada em edição extra do Diário Oficial da União, o que vai acontecer após uma reunião do presidente com todos os ministros.

Davi Fernandes
Teresina
06/04/2020 16h08 - atualizado 17h14

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu exonerar o ministro Luiz Henrique Mandetta nesta segunda-feira (06) em meio à crise do coronavírus (covid-19) que afeta todo o país, informou site O Globo, em reportagem publicada na tarde de hoje. A exoneração do ministro está prevista para ocorrer ainda nesta tarde.

A expectativa é que a decisão seja publicada em edição extra do Diário Oficial da União, o que deve acontecer após uma reunião do presidente com todos os ministros, entre eles Mandetta, convocada para as 17h de hoje.

O substituto para a pasta poderá ser o ex-ministro da cidadania, Osmar Terra, que havia sido exonerado por Bolsonaro e poderá retornar ao Governo como novo ministro da Saúde. Terra é médico e é um dos parlamentares que concordam com Bolsonaro para o fim do isolamento social.

Há alguns dias, Mandetta e Bolsonaro não estavam tendo o mesmo pensamento sobre a situação do país sobre a covid-19.

Casos no Brasil

Passados 39 dias desde a confirmação do primeiro caso da covid-19 no Brasil, o Ministério da Saúde informou neste domingo, 05, que o País chegou a 11.131 casos de pessoas contaminadas e 486 mortes pelo coronavírus. A taxa de mortalidade está em 4,4%, ou seja, entre cada 100 pessoas contaminadas, quatro morrem.

Em apenas 24 horas, foram registrados 853 novos casos em todo o País 54 mortes. Apenas os Estados do Acre e Tocantins seguem sem registros de óbitos até o momento.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil tem 486 mortes e 11.131 casos confirmados de coronavírus

Bolsonaro convoca reunião ministerial no Palácio do Planalto

‘Um médico não abandona o paciente’, diz Mandetta