Piauí

Câmara de Picos discute meios legais para abertura de clínica especializada

Audiência pública foi realizada na última quarta-feira e contou com a presença de vereadores e representantes da sociedade civil organizada.

José Maria Barros
Picos
22/05/2015 08h11 - atualizado 08h11
A Câmara Municipal de Picos promoveu na última quarta-feira, 20, audiência pública para tratar sobre a abertura de uma clínica especializada em tratamento de pessoas com deficiência. O debate girou em torno dos entraves burocráticos que impedem o funcionamento da Appas – Associação Piauiense de Atenção e Assistência em Saúde – e o que pode ser feito para superar esses empecilhos.

Os debates foram coordenados pelo presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins. Participaram da audiência, vereadores, diretores da clínica, médicos e familiares dos pacientes que serão beneficiados com a abertura da Apaas.
Imagem: José Maria Barro/GP1Hugo Victor detaca importância da clínica para Picos e região(Imagem:José Maria Barro/GP1)Hugo Victor detaca importância da clínica para Picos e região
Utilizando slides e com farta documentação, o médico Rodrigo Batista Maia, diretor-geral da Apaas, falou sobre os entraves burocráticos que vêm impedindo o funcionamento da clínica. Aproveitou a ocasião para pedir o apoio da Câmara Municipal de Picos na solução do problema.

A médica Saara Jane Batista, que é uma das proprietárias da Apaas, destacou a importância da abertura da clínica, que atuará na área de reabilitação auditiva, visual, física e mental. Ao todo serão 27 profissionais de nível superior e qualificados. Dentre os quais estão otorrinos, ortopedista, pisiquatra e oftalmologista. Contará ainda com psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais.
Imagem: José Maria Barro/GP1Público lotou as galerias da Câmara(Imagem:José Maria Barro/GP1)Público lotou as galerias da Câmara
O presidente da Câmara disse que os vereadores fizeram uma visita a Appas a pedido da médica Saara Jane e puderam comprovar a estrutura física da clínica e os ganhos que a sociedade picoense e da região terá com o seu funcionamento.

“Durante a visita a Dra. Saara Jane contou que está havendo um entrave burocrático para abertura da clínica, pediu o apoio dessa casa e nós resolvemos atender. Nossa preocupação é que, se for para trazer recursos novos, outros serviços para tratamento de saúde para Picos e região é do nosso interesse” – afirmou Hugo Victor.
Imagem: José Maria Barro/GP1Pacientes e seus familiares participam da audiência(Imagem:José Maria Barro/GP1)Pacientes e seus familiares participam da audiência
Ao final do debate foi elaborado um relatório que será encaminhado ao Conselho de Saúde cobrando providências para a solução do problema. “Com a abertura dessa clínica a população de Picos e da região que precisa de reabilitação, não precisará mais se deslocar para Teresina, serão atendidas aqui mesmo. Além do mais, esses recursos que virão do SUS, circularão na cidade e movimentarão o comércio” – pontua Hugo Victor.

Na sessão desta quinta-feira, 21, a Câmara Municipal de Picos aprovou, por unanimidade, requerimento solicitando ao secretário estadual de Saúde, providências no sentido de autorizar o funcionamento da Apaas. A clínica especializada atuará no prognóstico, tratamento e reabilitação continuada motora, auditiva, visual e intelectual com atendimento pelo SUS.
Imagem: José Maria Barro/GP1Diretor da clínica questiona os entraves burocráticos(Imagem:José Maria Barro/GP1)Diretor da clínica questiona os entraves burocráticos
Imagem: José Maria Barro/GP1Audiência debate abertura de clínica especializada em Picos(Imagem:José Maria Barro/GP1)Audiência debate abertura de clínica especializada em Picos
Imagem: José Maria Barro/GP1Vereadores e representantes de entidades de classes participam da audiência(Imagem:José Maria Barro/GP1)Vereadores e representantes de entidades de classes participam da audiência

Curta a página do GP1 no facebook: www.facebook.com/PortalGP1
Mais conteúdo sobre: