Política

Câmara de Picos vota todos os projetos em pauta e entra em recesso

Na sessão da última quinta-feira, 11, vereadores picoenses aprovaram todos os projetos em pauta e entraram de recesso.

José Maria Barros
Picos
15/07/2019 20h19 - atualizado 20h24

Cumprindo o que prevê a Lei Orgânica Municipal e o Regimento Interno da Casa, a Câmara Municipal de Picos entrou de recesso após a última sessão ordinária do semestre que aconteceu quinta-feira, 11 de julho. Os parlamentares retornam aos trabalhos legislativos no próximo dia 1º de agosto.

Por iniciativa da mesa diretora da Câmara Municipal de Picos, presidida por Hugo Victor Saunders Martins (MDB) e com apoio dos demais vereadores, na última quinta-feira, 11, além da sessão ordinária, foi realizada em seguida uma sessão extraordinária. O objetivo era zerar a pauta para que os parlamentares pudessem entrar de recesso.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Câmara de Picos entre de recessoCâmara de Picos entre de recesso

Segundo a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Casa, o período de recesso na Câmara de Vereadores de Picos vai de 17 a 31 de julho e de 22 de dezembro a 1º de janeiro.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Presidente da Câmara avalia como positivo o primeiro semestrePresidente da Câmara avalia como positivo o primeiro semestre

Pauta zerada

Com a realização da sessão ordinária e de uma extraordinária, a pauta foi zerada com aprovação de todos os projetos de lei e requerimentos dos vereadores.

Dentre os projetos de lei aprovados dois são de autoria do prefeito Padre José Walmir de Lima (PT). Um deles autorizando o município a efetuar a doação em favor do Lions Club e Rotary Club de Picos, de um imóvel de propriedade municipal, com área de 300 metros quadrados, localizado na rua São Sebastião, no centro.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Hugo Victor diz que debates foram no campo das ideiasHugo Victor diz que debates foram no campo das ideias

Outro projeto de lei do prefeito autoriza o município a firmar convênio com a Sociedade Esportiva de Picos (Sep), no valor de R$ 165 mil divididos em três marcelas mensais de R$ 55 mil.

Avaliação

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor (MDB), avaliou como positivo o trabalho realizado pelos vereadores durante o primeiro semestre. Segundo ele, a expectativa para o segundo semestre é que novas matérias de interesse da comunidade sejam apresentadas, discutidas e aprovadas.

“Acredito que a população de Picos ganhou com os projetos que foram debatidos e aprovados pela Câmara Municipal. Além do mais, a harmonia entre os vereadores se fez presente, assim como com o poder Executivo, com quem sempre procuramos trabalhar em parceria, mantendo sempre a independência do legislativo” – destacou Hugo Victor.