Marcos Parente - PI

Câmara decide hoje se recebe denúncia contra prefeito Pedro Nunes

Caso seja aceita, a Casa Legislativa dará início ao processo com a criação da comissão processante que pode cassar o mandato do gestor.

Wanessa Gommes
Teresina
18/10/2019 17h21 - atualizado 18h03

A Câmara Municipal de Marcos Parente vai decidir, nesta sexta-feira (18), às 19h30, se recebe ou não denúncia da Procuradora do Município, Lara da Rocha, que pede a cassação do prefeito Pedro Nunes. Caso seja aceita, a Casa Legislativa dará início ao processo, criando comissão processante para decidir, ao fim do processo, por meio do pleno, sobre a cassação do mandato do gestor.

O prefeito é acusado de perseguição pessoal, crime de responsabilidade, infrações administrativas, abuso de autoridade, violação de prerrogativas profissionais, quebra de decoro, descumprimento de ordem judicial, usurpação de função pública e reiterada inobservância de leis, além de outros ilícitos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Pedro Nunes, Prefeito de Marcos ParentePedro Nunes, Prefeito de Marcos Parente

Ao GP1, a procuradora relatou que está sendo perseguida por não ter aceitado participar de esquema de corrupção. “Eu sou procuradora efetiva e fui primeiro lugar no concurso que foi feito em 2016 e tomei posse em 2017 como procuradora municipal em Marcos Parente, no dia 7 de março. Desde então eu sou alvo de inúmeras perseguições, de pessoas utilizadas pelo prefeito, isso porque eu me neguei a fazer parte de esquema de fraudes em licitação”, denunciou.

Lara contou que os assédios são tão ferozes que já chegou a ficar trancada na prefeitura. “Eu quero deixar claro que já fiquei trancada na prefeitura, por várias vezes, quando todos os meus colegas iam almoçar, inclusive no dia do meu aniversário neste ano, a minha avó fez um almoço, meus familiares que aguardavam para comemoração e eu fiquei trancada no prédio da prefeitura, esperando todo mundo voltar para eu poder ir almoçar. Resultado: a minha família comemorou o meu aniversário sem mim, porque eu fiquei trancada”, ressaltou.

Outro lado

Procurado, o prefeito Pedro Nunes preferiu não se manifestar e afirmou que somente a sua assessoria jurídica poderia responder, no entanto ele não soube informar o telefone para contato.

NOTÍCIA RELACIONA

Procuradora acusa prefeito Pedro Nunes de perseguição

Mais conteúdo sobre: