Esportes

Campeonato Carioca é paralisado por 15 dias por causa do coronavírus

Decisão foi tomada de forma unânime em reunião entre os clubes e a Ferj.

Por  Estadão Conteúdo
16/03/2020 16h00 - atualizado 17/03/2020 10h22

O Campeonato Carioca foi paralisado por 15 dias em razão da pandemia do novo coronavírus. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e os clubes se reuniram nesta segunda-feira, e a decisão foi tomada de forma unânime.

Inicialmente, Botafogo e Fluminense foram a favor da paralisação do Carioca. Já o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, argumentou que a pausa no campeonato acarretaria em prejuízos financeiros e recebeu apoio de outros clubes. No fim, todos votaram a favor da paralisação.

O presidente do Vasco, Alexandre Campello, nem sequer participou do debate. Isso porque ele ficou irritado com o encontro entre o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e Rodolfo Landim antes da reunião entre todos os dirigentes. Campello comunicou que era contra a paralisação do Carioca, mas que seguiria o voto da maioria.

Os times disputaram as três primeiras rodadas da Taça Rio, sendo que o Flamengo já foi o campeão da Taça Guanabara. O Flamengo é o primeiro do Grupo A da Taça Rio, seguido pelo Boavista. No Grupo B, o Fluminense lidera e o Volta Redonda é o segundo colocado. Os dois primeiros de cada grupo fazem a semifinal. O Botafogo é o quarto colocado do Grupo A, enquanto o Vasco é o quinto colocado do Grupo B.

Na rodada passada, os jogadores do Fluminense entraram em campo com o braço na frente do rosto, em sinal de protesto à realização do clássico contra o Vasco no Maracanã. Os atletas vascaínos utilizaram máscaras, também em protesto. O jogo não teve a presença de torcedores.

O duelo entre Botafogo e Bangu também foi disputado em público no Engenhão, assim como o jogo do Flamengo contra a Portuguesa no sábado, no Maracanã.

A paralisação no Carioca segue o que vem acontecendo em outros campeonatos estaduais pelo Brasil. O Paulista, o Mineiro e o Gaúcho também estão parados por causa da pandemia do novo coronavírus. No domingo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) havia anunciado a suspensão de todas as competições sob sua organização. Em relação aos campeonatos regionais, CBF afirmou que respeita a autonomia das federações estaduais e que, portanto, cada uma delas é livre para decidir o que fazer com seus torneios.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

OMS alerta que jovens e crianças também morrem por coronavírus

Bolsonaro diz que há 'superdimensionamento' sobre coronavírus

Mais conteúdo sobre: