Lagoinha do Piauí - PI

Candidata Kelly Alencar copia plano de governo de cidade na Bahia

A cópia já é visível no tópico “Propostas de Governo” onde são apresentados o diagnóstico, as diretrizes, as metas e projetos. O texto está exatamente igual ao plano de Justino Neto.

Wanessa Gommes
Teresina
20/10/2020 10h29 - atualizado 19h43

A primeira-dama de Agricolândia e candidata à Prefeitura de Lagoinha do Piauí, Kelly Alencar, apresentou o seu plano de governo, requisito essencial para registro de candidatura, copiado do prefeito eleito de Paripiranga, na Bahia, em 2016, Justino Neto.

A cópia já é visível no tópico “Propostas de Governo” onde são apresentados o diagnóstico, as diretrizes, as metas e projetos. O texto está exatamente igual ao plano de Justino Neto.

  • Foto: Reprodução/FacebookKelly AlencarKelly Alencar

Na área da educação, uma das propostas de Kelly “transformar Lagoinha do Piauí em referência nacional no ensino fundamental” também esteve presente no plano de Justino que foi de “transformar Paripiranga em referência nacional no ensino fundamental”.

Outra proposta copiada foi a de criar o programa de conscientização do uso correto de agrotóxicos e descartes dos seus respectivos recipientes.

  • Foto: ReproduçãoÀ esquerda o plano de governo de Kelly e à direito do prefeito eleito de ParipirangaÀ esquerda o plano de governo de Kelly e à direito do prefeito eleito de Paripiranga

O plano de governo é um documento que apresenta as propostas e visões de um determinado candidato para melhorar a vida população. Quando um candidato o copia, está demonstrando a falta de interesse com os problemas e soluções para a sua comunidade.

Clique aqui e confira o plano de governo de Kelly Alencar

Clique aqui e confira o plano de governo de Justino Neto

Prisão

O prefeito do município de Agricolândia, Walter Alencar, e sua esposa Kelly Alencar foram presos em flagrante, em casa, na cidade de Agricolândia por crime eleitoral durante a Operação IBI CLAUSUS, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) no dia 8 de outubro.

Na residência do casal, os agentes apreenderam produtos alimentícios, listas de eleitores, bens que seriam oferecidos como forma de comprar votos e R$ 80 mil em espécie.

Em razão do flagrante, o prefeito Walter Alencar e a esposa Kelly Alencar foram conduzidos até a sede da Delegacia Regional de Água Branca, onde foram autuados no art. 334 da Lei n° 4.737 de 15 de julho de 1965, mas foram liberados pouco tempo depois.

Outro lado

Kelly Alencar não foi localizada pelo GP1 para comentar o caso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeito Walter Alencar diz que está sendo alvo de perseguição política

GAECO apreende R$ 80 mil em espécie na casa do prefeito Walter Alencar

Prefeito Walter Alencar e esposa são presos durante operação do Gaeco