Brasil

Capes recomenda descredenciamento de 43 cursos de mestrado no país

UFRJ, UNB e USP são as que tiveram o maior número de cursos com recomendação de suspensão do país.

Nayrana Meireles
Teresina
22/12/2017 15h39 - atualizado 15h41

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) recomendou o descredenciamento de 43 cursos de mestrado ou doutorado no país. A Universidade de São Paulo (SP), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade de Brasília (UNB) foram as instituições com o maior número de recomendações de suspensão.

De acordo com informações do Estadão, a avaliação quadrienal feita pelo Ministério da Educação (MEC) foi divulgada nesta quarta-feira (20). Os cursos com recomendação de descredenciamento perdem a validade nacional de seus diplomas para os novos alunos, aqueles que já estão cursando, terão o diploma validado. Na prática, isso significa o fechamento do programa.

Dos cinco programas de pós-graduação da USP, que receberam a recomendação, três são da área de Letras e Linguística: estudos da tradução, estudos judaicos e árabes e literatura e cultura russa. Também foram incluídos os cursos de história econômica e de nutrição humana aplicada.

  • Foto: DivulgaçãoGabarito EnemGabarito

Já a UFRJ teve quatro cursos com recomendação de suspensão. São eles: conomia política aplicada, produtos bioativos e biociências, história das ciências e das técnicas de epistemologia e letras clássicas. Na UNB, foram os de botânica, transporte, sistemas mecatrônicos e desenvolvimento, sociedade e cooperação internacional.

Ao todo, no País, são 3.472 programas de pós-graduação acadêmica. Dos 43 com recomendação de suspensão, apenas três são de faculdades particulares, dois da PUC-SP e um da Faculdade de Medicina de Jundiaí. Outras importantes instituições do País também tiveram recomendação de suspensão, como a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Federal Fluminense (UFF).

Mais conteúdo sobre: