Teresina - PI

Celso Henrique diz que chapinha pode se dividir para a Câmara

A ideia do conglomerado de siglas é eleger três deputados estaduais e assegurar pelo menos, uma vaga na Câmara Federal.

Germana Chaves
Teresina
07/07/2018 18h34 - atualizado 18h35

O grupo de dez partidos emergentes formado pelo PPS, Podemos, PV, Rede, PHS, Avante, Patriota, PMN, SD, PPL, PRP, vai se reunir na próxima semana para afunilar os entendimentos acerca das estratégias que serão adotadas pela coligação.

A ideia do conglomerado de siglas é eleger três deputados estaduais e assegurar pelo menos, uma vaga na Câmara Federal. De acordo com Celso Henrique, que preside o PPS no Estado, também será discutida a possibilidade de dividir o grupo somente na disputa para deputado federal.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Celso Henrique, presidente da executiva estadual do PPS.Celso Henrique, presidente da executiva estadual do PPS.

Nossa prioridade é eleição de três deputados estaduais e um federal. Para Assembleia a ideia é estarmos juntos, agora para Câmara existe a chance de dividirmos a chapinha em duas, tendo em vista que na coligação só podemos apresentar 20 pré-candidatos a federal. Para aumentar o número de candidatos por partido há a necessidade de dividir a chapinha. Mas, vamos discutir isso na próxima semana em uma nova reunião”, explicou Celso.

O presidente do PPS explicou ainda que a ideia é deixar os partidos livres para definir o pré-candidato a governador que achar mais conveniente. “A maior parte da coligação defende a ideia de chapa branca, onde cada partido vai definir a opção de candidato a governador que desejar”, explicou Celso.

Mais conteúdo sobre: