Piauí

CGU identifica fraude em 8 mil cadastros do Bolsa Família no Piauí

O Estado do Piauí, com uma população de 3.212.180,00 milhões, há 451.923 mil famílias cadastradas no programa Bolsa Família.

Bárbara Rodrigues
Teresina
04/01/2018 13h42 - atualizado 13h56

Uma auditoria realizada pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) encontrou 8.663 mil famílias cadastradas no programa Bolsa Família com indícios de fraude, para recebimento de pagamentos indevidos, por meio de falsificação ou omissão de informações de renda no momento do cadastro.

Confira aqui os dados por Estado.

O Estado do Piauí, com uma população de 3.212.180,00 milhões, há 451.923 mil famílias cadastradas no programa Bolsa Família. No Brasil há 13.904.758 milhões de famílias que recebem o benefício. A auditoria conseguiu identificar indícios de pagamentos indevidos para 345.906 mil famílias.

  • Foto: Alina Souza/Especial Palácio Piratini/Fotos PúblicasBolsa FamíliaBolsa Família

A CGU encontrou várias inconsistências cadastrais. Esse grande número de famílias que teriam falsificado a declaração de renda no momento do cadastro, representa pagamentos indevidos de até R$ 1,3 bilhão para um período de dois anos. A maioria, cerca de 296.940 mil famílias, afirmavam que recebiam um salário mínimo e meio.

Com todos esses dados, a CGU disse que “concluiu pela necessidade de aperfeiçoamento nos controles relativos ao processo de cadastramento das famílias. A expectativa é de que a realização sistematizada de cruzamentos de dados no momento do cadastro, para confirmar as informações prestadas pelos cidadãos, associado a um melhor fluxo de informações junto aos Municípios, diminua o número de declarações inverídica”.

Os Estados com mais indícios de fraudes são:

São Paulo - 58.725

Bahia - 39.759

Rio de Janeiro - 29.566

Pernambuco - 26.839

Minas Gerais - 25.566

Maranhão - 16.939

Mais conteúdo sobre: