Eleições 2020

Cícero Magalhães defende unidade no PT para definir pré-candidato

"Nós tínhamos 5, hoje nós só temos 3 [pré-candidatos]. Queremos unificar o partido para um só pré-candidato, mas, sem pressão ou imposições", disse o ex-deputado.

Germana Chaves
Teresina
27/09/2019 07h56 - atualizado 08h22

O ex-deputado estadual Cícero Magalhães disse durante entrevista ao GP1, nessa quinta-feira (26), que a melhor saída para o PT é decidir de maneira consensuada o nome que vai representar o partido na disputa pela Prefeitura de Teresina em 2020, mas sem imposições. Ele lembrou que no início das discussões, a sigla apresentava cinco nomes, mas que agora esse número caiu para três, restando apenas os deputados estaduais Fábio Novo e Franzé Silva e o ativista político Júnior do MP3.

“Tem que ser um diálogo intenso até que fique só um pré-candidato. Nós tínhamos 5, hoje nós só temos 3 [pré-candidatos]. Queremos unificar o partido para um só pré-candidato, mas sem pressão ou imposições. Tudo na base do entendimento”, reforçou Magalhães que foi eleito para presidir o Diretório do PT de Teresina a partir do final deste ano.

  • Foto: Alef Leão/GP1Cícero MagalhãesCícero Magalhães

As declarações de Cícero ocorreram após a reunião de alguns líderes da sigla para ‘bater o martelo’ em apoio ao deputado Fábio Novo, que vai representar os grupos dos vereadores Dudu Borges e Deolindo Moura nas eleições de 2020. Para abrir caminho em favor de Novo, o ex-secretário de Justiça do Estado, Daniel Oliveira retirou o nome.

“Gostaria de agradecer aos nossos vereadores Dudu e Deolindo. Agradecer o nosso companheiro Daniel, e o nosso pré-candidato a prefeito, Fábio Novo. Mas nós não vamos impor nada, tudo tem que ser no diálogo”, repetiu Magalhães.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Grupo liderado por Dudu declara apoio a Fábio Novo para 2020

Fábio Novo diz que vai trabalhar por consenso nas eleições de 2020

Franzé diz que querem desestabilizar nome de Fábio Novo para 2020