Política

Ciro diz que discussão entre Carlos e Mourão 'não contribui em nada'

“Falta do que fazer ficar discutindo isso. Essas coisas não contribuem em nada”, disparou.

Andressa Martins
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
28/04/2019 09h08 - atualizado 09h08

Em entrevista ao GP1 o senador Ciro Nogueira (Progressistas) comentou a animosidade entre Carlos Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão. Para Ciro, a discussão não contribui “em nada”. A declaração foi dada após o vice presidente receber o título de cidadania piauiense na última sexta-feira (26).

Questionado se as críticas de Carlos e Mourão na internet estariam prejudicando o governo de Jair Bolsonaro, Ciro disse que é uma “falta do que fazer ficar discutindo isso”.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senador Ciro NogueiraSenador Ciro Nogueira

“Falta do que fazer ficar discutindo isso. Essas coisas não contribuem em nada”, disparou.

Entenda o caso

A relação do clã Bolsonaro com o vice-presidente da República não é um céu de brigadeiro desde a campanha presidencial, quando os filhos de Jair dispensaram que Mourão encabeçasse a corrida ao Palácio do Planalto após o atentado contra o candidato.

Desde então, Mourão vem concedendo diversas entrevistas à imprensa, que é considerada inimiga do Governo Federal. A partir de suas declarações, o general foi visto como uma das pessoas sensatas do governo. O distanciamento tem também outro ponto chave, o guru do Governo, o filósofo Olavo de Carvalho foi denominado “astrólogo” pelo vice-presidente.

Em dois dias Carlos fez 12 publicações falando sobre o “tal Mourão” e avaliou como “estranhíssimo” que o vice-presidente se reúna com políticos que “detestam” Jair. À contragosto dos filhos do presidente, o Planalto divulgou uma nota tentando pôr a discussão em panos quentes, mas segundo a imprensa nacional, o documento teria chateado ainda mais o general Mourão.

A nota reforçava o apoio a Carlos Bolsonaro, que o presidente disse ser “sangue do meu sangue” e se limitou a dizer que Mourão “é o subcomandante do governo”. Segundo um levantamento, Mourão também deixou o gabinete para participar de eventos e reuniões. Enquanto Bolsonaro saiu para 78 compromissos, Mourão participou de 97 eventos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Eduardo Bolsonaro diz que entende revolta de Carlos com Mourão

Carlos Bolsonaro comenta declarações de Levy sobre atuação de Mourão

Carlos diz que não está reclamando de Mourão no Twitter: 'são fatos'