Teresina - PI

Ciro Nogueira defende apuração rigorosa no caso do senador Chico Rodrigues

“Tem que ser apurado severamente. O Senado tem que dar uma definição rápida”, pediu Ciro.

Germana Chaves
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
16/10/2020 17h27 - atualizado 17h27

O senador piauiense Ciro Nogueira (presidente nacional do Progressistas) afirmou, durante entrevista à imprensa nesta sexta-feira (16) em Teresina, que se faz necessária uma apuração rigorosa sobre o caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR).

O senador de Roraima foi flagrado pela durante operação da Polícia Federal, na última quarta-feira (14), com mais de R$ 33 mil escondidos entre as nádegas. “Tem que ser apurado severamente. O Senado tem que dar uma definição rápida”, pediu Ciro.

  • Foto: Brunno Suênio/GP1Ciro Nogueira, Firmino Filho e secretário nacional de habitaçãoCiro Nogueira durante entrevista à imprensa

Entenda o caso

O dinheiro escondido na cueca do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) foi encontrado nesta quarta-feira (14) pela Polícia Federal após ele pedir para ir ao banheiro. Após ser autorizado, o delegado notou um "volume estranho na parte traseira da roupa" do político.

A operação da PF foi deflagrada para combater um suposto esquema de desvio de recursos públicos para o combate ao coronavírus em Roraima.

Em nota divulgada na última quarta, Chico Rodrigues, que até então era vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, afirmou que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito.

Ministro Barroso

Detalhes da apreensão dos R$ 33.150 nas partes íntimas do parlamentar constam da decisão do ministro do Supremo Tribuna Federal (STF), Luís Roberto Barroso, que nessa quinta-feira (15) determinou o afastamento do senador em virtude da "gravidade concreta" do caso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministro do STF decide afastar senador Chico Rodrigues por 90 dias

"Vou provar minha inocência", diz senador Chico Rodrigues

Bolsonaro diz que não tem nada a ver com senador Chico Rodrigues

Mais conteúdo sobre: