Teresina - PI

Cobrança de pedágio nas pontes entre Teresina e Timon é fake news, diz Prefeitura

A informação foi refutada tanto pela assessoria da Prefeitura quanto pelo secretário de Governo de Teresina, Fernando Said, que divulgou uma nota à sociedade, ressaltando a gravidade da fake news.

Thais Guimarães
Teresina
11/11/2020 17h11 - atualizado 17h11

A Prefeitura de Teresina desmentiu a informação de que o prefeito Firmino Filho (PSDB) tenha tentado criar uma tarifa de pedágio a ser cobrada nas pontes que ligam Teresina e Timon. A notícia surgiu com a circulação de um ofício atribuído ao chefe do executivo municipal.

O suposto ofício, datado do dia 22 de junho deste ano, estava endereçado ao Procurador-Geral do Município, Raimundo Eugênio. No texto constava uma possível solicitação do prefeito, que estaria pedindo a instituição da cobrança de uma tarifa municipal no valor inicial de R$ 2,00. Tal informação, no entanto foi refutada tanto pela assessoria da Prefeitura quanto pelo secretário de Governo de Teresina, Fernando Said, que divulgou uma nota à sociedade, ressaltando a gravidade da fake news.

  • Foto: Reprodução/WhatsAppInformação falsaInformação falsa

Fernando Said atribuiu a disseminação da notícia falsa a grupos políticos que disputam a Prefeitura de Teresina. Nas palavras do secretário de Governo, o boato foi “uma atitude criminosa para obter ganho eleitoral”.

“É assim, mentindo e praticando atos assim que estas pessoas querem comandar Teresina? Se fazem isto durante uma disputa política o que serão capazes de fazer quando estiverem à frente dos destinos da cidade e de nossa população? Quando estiverem frente a frente com os grandes e graves problemas que surgem na cidade, como foi este ano com a pandemia, é assim que vão agir?”, colocou Fernando Said.

Leia a nota de Fernando Said na íntegra:

Este documento não existe. Isto demonstra o desespero da oposição e a falta de compromisso com o interesse público, o total desrespeito para com a população e uma atitude criminosa para obter ganho eleitoral.

Será que o espírito do “vale tudo” pra ganhar uma disputa eleitoral, mesmo que isto gere problemas e intranquilidade para população de Timon e de Teresina continua a prevalecer na oposição? É assim, mentindo e praticando atos assim que estas pessoas querem comandar Teresina?

Se fazem isto durante uma disputa política o que serão capazes de fazer quando estiverem à frente dos destinos da cidade e de nossa população? Quando estiverem frente a frente com os grandes e graves problemas que surgem na cidade, como foi este ano com a pandemia, é assim que vão agir?

Este documento não existe. É um desserviço com o povo de Timon e de Teresina. Uma tentativa de ganhar votos através de uma prática nefasta e que já havia sido banida do nosso meio político. É a velha e tradicional forma de fazer política.

Cabe aos órgãos competentes, como o Ministério Público e a Polícia Federal, diante de deste fato, tonar medidas legais. E à população de Teresina e de Timon, repudiar este fato diante da certeza de que isto é uma mentira sem nenhum propósito,

Um ato desespero de quem sabe que vai perder as eleições.