Piauí

Colaborador do Sistema FIEPI é exemplo de superação

Para Moaci Araújo Barradas, de 59 anos, “a vontade de viver mais e melhor o impulsionou a participar da ação desenvolvida pelo SESI”.

28/05/2019 18h11

Os fatores psicossociais referem-se às condições de trabalho e aos fatores humanos. Dentre eles, a cultura, as crenças e os valores pessoais que podem influenciar na saúde, no desempenho e na satisfação laboral. Quando há equilíbrio entre essas condições, cria-se um sentimento de domínio e autoconfiança no trabalhador, aumentando a motivação, a capacidade de trabalho, a satisfação e a melhoria da saúde.

É o caso do colaborador do Sistema FIEPI, Moaci Araújo Barradas, de 59 anos, que iniciou as atividades voltadas para a melhoria da qualidade de vida, durante o programa Viva Bem, do SESI Piauí. Para ele, “a vontade de viver mais e melhor o impulsionou a participar da ação desenvolvida pelo SESI”.

  • Foto: Divulgação/AscomColaborador da FIEPI é exemplo de superaçãoColaborador da FIEPI é exemplo de superação

Dos 108 kg para 90 kg. Se for calculado matematicamente são 18 quilogramas a menos. Segundo Barradas, o sobrepeso o incomodava e por isso resolveu cuidar da saúde com seriedade. “Procurei o médico e depois de receber os resultados de exames, onde todas as taxas excediam o normal decidi me cuidar”, disse Barradas, afirmando que dali pra frente mudou os hábitos alimentares e iniciou a praticar atividades físicas.

Barradas conta que recebeu orientações de profissionais do Programa Alimentação Saudável na Indústria (ASI), Saúde e Segurança, Educadores Físicos, Enfermeiros, Médicos e Técnicos do SESI-PI. “A saúde deve ser vista como uma forma de total bem-estar, que é conseguido não só através do tratamento de doenças ou sua prevenção, mas sim através de qualidade de vida”, ressaltou Moaci Barradas.

“Hoje participo até de maratona”, frisou, citando uma promovida recentemente pela Caixa Econômica Federal, onde ficou em 3° lugar na sua categoria. No Sistema FIEPI, Barradas exerce a função de Garçom junto à presidência da Instituição. Nas horas vagas ele desenvolve a atividade de artesão, arte a qual aprendeu com o Mestre Dezinho, um artesão piauiense renomado mundialmente.

Mais conteúdo sobre: