Queimada Nova - PI

Coligação pede cassação da candidatura do prefeito Raimundo Júlio

A ação de investigação judicial eleitoral acusa o atual prefeito e vice, que tentam reeleição no município, de abuso de poder político.

Nathalia Carvalho
Teresina
17/10/2020 18h14 - atualizado 18h18

A coligação “Força, Trabalho e União” formada pelos partidos PT, PSD, PC e PCdoB ingressou neste sábado (17) com Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) contra o atual prefeito de Queimada Nova, Raimundo Júlio Coelho, que tenta reeleição pela coligação formada pelo Progressista e Republicanos, e o candidato a vice-prefeito Jeso Sousa Dias, por suposto abuso de poder político e econômico.

A petição inicial aponta que os candidatos praticaram graves ilícitos eleitorais, utilizando-se da administração pública municipal com o propósito de alavancar suas candidaturas e desequilibrar o pleito.

  • Foto: Reprodução/FacebookAtual prefeito e vice de Queimada Nova, que tentam reeleiçãoAtual prefeito e vice de Queimada Nova, que tentam reeleição

Segundo a coligação investigante, no último dia 28 de setembro o atual prefeito e o vice, que tentam se reeleger, realizaram uma inauguração de obra pública de canalização de água no município de Queimada Nova com a presença de centenas de pessoas e ampla publicização do fato.

“Utilizaram-se claramente deste evento administrativo para enaltecerem suas candidaturas e desequilibrarem o pleito. Presença de destaque do prefeito e do vice que aparecem em fotografias segurando a mangueira com a água jorrando na inauguração”, diz trecho da ação.

A ação pede a abertura de investigação judicial eleitoral para apurar possíveis abusos de poder político e econômico, pede ainda a cassação ou cancelamento do registro das candidaturas de Raimundo Júlio Coelho e Jeso Sousa Dias, e também que eles sejam declarados inelegíveis por oito anos.

Outro lado

Procurado pelo GP1, o prefeito Raimundo Júlio Coelho não quis se manifestar a respeito da ação.

Mais conteúdo sobre: