Política

Começa em Picos amanhã o julgamento dos acusados pela morte do vereador Titico Barbosa

Sessão do Tribunal Popular do Júri será realizada no auditório do Fórum Governador Helvídio Nunes de Barros.

José Maria Barros
Picos
19/08/2014 17h27 - atualizado 17h27
Sob a presidência da juíza titular da Primeira Vara da Comarca de Picos, Nilcimar Rodrigues de Carvalho, terá início amanhã, 20 de agosto, o julgamento dos acusados pela morte do vereador Francisco de Assis Pio da Silva (Titico Barbosa), do PP.
Imagem: José Maria Barros/GP1Vereador Titico foi morto uma semana após ser reeleito(Imagem:José Maria Barros/GP1)Vereador Titico foi morto uma semana após ser reeleito
A sessão do Tribunal Popular do Júri será realizada no auditório do Fórum Governador Helvídio Nunes de Barros a partir das 9 horas da manhã e deverá demorar dois dias. Sentarão no banco dos réus José Gonçalves Nunes, o Zé Neto, e seu filho, Josimar Holanda Nunes, o Mazinho, ambos indiciados pelo crime.
Imagem: José Maria Barros/GP1Mazinho e Zé Neto serão submetidos a júri popular(Imagem:José Maria Barros/GP1)Mazinho e Zé Neto serão submetidos a júri popular
Os dois acusados estão presos na Penitenciária Regional José de Deus Barros, em Picos, desde o dia 22 de outubro de 2012. Nesse período, o advogado de defesa Nazareno Thé interpôs vários recursos no Tribunal de Justiça do Estado do Piauí e no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, mas não obteve êxito em nenhum deles.
Imagem: José Maria Barros/GP1Motorista Chiquinho é uma das testemunhas do caso(Imagem:José Maria Barros/GP1)Motorista Chiquinho é uma das testemunhas do caso

O crime

Segundo a denúncia do Ministério Público, o vereador Titico Barbosa foi assassinado a tiros e facadas no final da tarde de 14 de outubro de 2012, uma semana após ser reeleito para o terceiro mandato. O crime ocorreu em um bar situado na localidade Angical dos Domingos, zona rural de Picos, e teve ampla repercussão em todo o estado do Piauí.
Imagem: José Maria Barros/GP1Nazareno Thé atuará na defesa dos acusados(Imagem:José Maria Barros/GP1)Nazareno Thé atuará na defesa dos acusados
Zé Neto e Mazinho conseguiram fugir, mas uma semana depois do crime eles se apresentaram à justiça acompanhados do advogado Nazareno Thé. Como já existiam mandados de prisão preventiva expedidos pela justiça, os dois foram recolhidos à Penitenciária Regional José de Deus Barros, onde estão até hoje.

Em razão de o crime ter tido ampla repercussão, a expectativa é de que um grande número de pessoas queira acompanhar o julgamento. Por causa disso, a segurança no Fórum de Picos deverá ser reforçada.

A previsão é que o julgamento demore em torno de dois dias, pois várias testemunhas foram arroladas no processo. Além disso, terá o depoimento dos dois acusados.
Imagem: José Maria Barros/GP1Herval Ribeiro atuará como assistente do Ministério Público(Imagem:José Maria Barros/GP1)Herval Ribeiro atuará como assistente do Ministério Público
O advogado Herval Ribeiro informou ainda que Zé Neto foi indiciado por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e porte ilegal de armas de fogo e branca. Já o seu filho Mazinho foi pronunciado por homicídio triplamente qualificado, lesão corporal e porte ilegal de armas de fogo e branca.

Além do assassinato do vereador Titico Barbosa, consta ainda no processo tentativa de homicídio contra Francisco das Chagas Pio da Costa, Chiquinho, e lesão corporal contra a estudante Vanessa Silva Rufino.

Curta a página do GP1 no facebook: www.facebook.com/PortalGP1