Castelo do Piauí - PI

Condenado por estupro coletivo em Castelo do Piauí é preso pela PM

Ele foi preso pela Polícia Militar, no início da tarde desta quarta-feira (19), e encaminhado até a delegacia para os procedimentos cabíveis.

Wanessa Gommes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
19/06/2019 16h24 - atualizado 16h26

Um jovem identificado como Bento Fernandes de Oliveira, 19 anos, foi preso acusado de tentar assaltar um comércio no município de Castelo do Piauí. A prisão foi feita por uma equipe da Polícia Militar, na tarde desta quarta-feira (19).

Segundo informações do sargento Gomes, comandante do Grupamento da Polícia Militar da cidade, Bento foi um dos quatro jovens condenados por estupro coletivo que ocorreu em Castelo em maio de 2015. Na época, todos eram menores de idade.

  • Foto: Divulgação/PM-PIBento FernandesBento Fernandes

De acordo com o sargento, o assalto ocorreu na noite dessa terça-feira (18). “Ontem à noite, por volta das 21 horas, ele tentou assaltar um comércio aqui no centro da cidade, chegou armado de faca, só que o cidadão alarmou e ele saiu correndo. Ainda na noite de ontem fomos atrás dele, fizemos várias rondas para efetuar a prisão, mas não conseguimos”, relatou.

O comandante contou ainda que o acusado voltou ao comércio, no final da manhã de hoje, para ameaçar a vítima. “Por volta das 12h40 ele foi à casa da vítima intimidá-lo para que ele não o denunciasse, só que a vítima já havia ido à delegacia fazer o B.O.”, afirmou.

No entanto, ele foi localizado, no início desta tarde, e preso pela Polícia Militar que o encaminhou até a delegacia para os procedimentos cabíveis.

O estupro coletivo

No dia 27 de maio de 2015, quatro adolescentes estavam nas proximidades do Morro do Garrote, no município de Castelo do Piauí, para tirar fotos para um trabalho da escola. Adão José de Sousa, de 40 anos, e mais quatro menores, amarraram, espancaram e estupraram as garotas e depois as jogaram de cima do morro de 10 metros de altura.

Adão foi preso e os menores apreendidos. As meninas foram internadas no HUT, e uma das vítima, Danielly, acabou não reagindo ao tratamento e faleceu no dia 7 de junho.

Em julho de 2015, os meninos foram condenados à pena máxima estabelecida no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) de três anos de internação no CEM (Centro Educacional Masculino). Um dos menores, Gleisom Vieira da Silva, foi morto pelos companheiros dentro do centro pouco depois.

Adão foi condenado a 100 anos e 8 meses de reclusão, em julgamento realizado em fevereiro de 2018.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Adão é condenado a mais de 100 anos de prisão por estupro em Castelo do PI

Juiz condena adolescentes a três anos de internação por estupro coletivo em Castelo do Piauí

Menor acusado de estupro coletivo em Castelo do Piauí é morto pelos companheiros

Quatro adolescentes sofrem estupro coletivo em Castelo do Piauí

Mais conteúdo sobre: