Eleições 2018

Confira as propostas dos 10 candidatos ao Governo do Piauí

Ao fazer o registro da candidatura, cada candidato apresenta um plano de governo, onde devem ser apresentadas as propostas e metas para a sua gestão, caso seja eleito.

Bárbara Rodrigues
Teresina
06/10/2018 14h58 - atualizado 16h07

Neste domingo (7), os eleitores do Piauí vão ter que votar em um dos 10 candidatos que disputam o Governo do Piauí. Todos tiveram as candidaturas deferidas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) e divulgaram seus planos de governo.

Estão concorrendo ao Governo do Piauí, são eles: Wellington Dias (PT), que busca a reeleição, Dr. Pessoa (Solidariedade), Luciano Nunes (PSDB), Elmano Férrer (Podemos), Fábio Sérvio (PSL), Sueli Rodrigues (PSOL), Luciane Santos (PSTU), Valter Alencar (PSC), Romualdo Seno (DC) e Lourdes Melo (PCO).

O novo governador poderá escolhido ainda no domingo, para isso é necessário que o mais votado consiga mais de 50% dos votos válidos, ou seja, os votos brancos e nulos não são considerados. Em caso de segundo turno, a eleição acontecerá no dia 28 de outubro. Ao fazer o registro da candidatura, cada candidato apresenta um plano de governo, onde devem ser apresentadas as propostas e metas para a sua gestão, caso seja eleito.

Confira os planos de governo apresentados pelos candidatos:

Wellington Dias

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Wellington Dias em entrevista Wellington Dias em entrevista

A chapa de Wellington é formada pela candidata a vice, Regina Sousa, e os candidatos a senadores, Ciro Nogueira e Marcelo Castro e a coligação "A Vitória com a Força do Povo" conta com os partidos PT/ Progressistas/MDB/PTB/PCdoB/PR/PDT/PSD.

O plano de governo está dividido em 7 eixos estratégicos, que tratam das áreas prioritárias, e 1 eixo de infraestrutura, que será o suporte para a efetivação das ações dos demais eixos. De acordo com o plano de governo de Wellington, as ações estratégicas apresentadas vão contribuir para impulsionar quatro metas centrais para o desenvolvimento sustentável do estado: Atingir o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH 0,7) alto em 2022; Ampliar a Renda Per Capita; Elevar a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e contribuir com os objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) pactuados globalmente.

Confira o plano de governo completo:

Dr. Pessoa

  • Foto: Divulgação/AscomDr. Pessoa Dr. Pessoa

A chapa de Pessoa é composta da seguinte maneira: a advogada Vanessa Tapety (PTC) ocupa a vaga de vice. O médico Marcos Vinicius (PTC) e o cantor Frank Aguiar (PRB) concorrem ao Senado Federal. A coligação conta com o Solidariedade, PTC, PRB, PMN e PPL.

No plano de governo apresentado pelo candidato Dr. Pessoa, ele elege algumas prioridades, como a atração de novos investimentos em infraestrutura em parceria com o ente privado que se interliguem com as estruturas e projetos existentes no Estado, assim como uma reforma administrativa para segregar as contas do Estado tirando-as da conta única.

Confira o plano de governo completo:

Luciano Nunes

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Luciano Nunes Luciano Nunes

A sua chapa tem como vice a delegada Cassandra Moraes (DEM), além de Robert Rios (DEM) e Wilson Martins (PSB) como candidatos ao Senado. No plano de governo, o tucano critica a atual gestão e afirma que a receita do Estado do Piauí depende 51,9% de transferências federais.

Entre a propostas está descentralização, Integração, Universalização, Equidade do atendimento em saúde conforme preceitos do SUS, assim como criar o Programa Rede Piauiense de Hospitais Estaduais, Regionais e Conveniados, e reimplantar o Programa Ronda Cidadão.

Confira o plano de governo completo:

Elmano Férrer

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Elmano Férrer Elmano Férrer

Elmano faz parte da coligação “Resistência pelo Piauí” e tem como vice o médico Luiz Ayrton (PV). Disputando as vagas ao Senado estão Quem Quem (Avante), Paulo Henrique (Rede) e Flávia Barbosa (PRP).

No seu plano de governo, o candidato afirmou que o objetivo das suas propostas é aproveitar o potencial do Piauí e mudar a realidade do Estado, destacando que pretende manter um plano estratégico. Ele destacou a necessidade de reduzir e racionalizar a distribuição de unidades gestoras na Administração Direta e Indireta e implantar em caráter definitivo as Escolas de Tempo Integral em todas as regiões do estado, com apoio à prática de esportes, atividades culturais, lazer e reforço escolar, além de ações para estimular a participação das famílias dos alunos nas atividades da escola.

Confira o plano de governo completo:

Sueli Rodrigues

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Professora SueliProfessora Sueli

Na sua chapa, ela tem como vice Chiquinho da Luta (PSOL), Jesus Rodrigues (PSOL) e professor Fausto Ripardo (PCB) como candidatos ao Senado. Ela apresentou um plano de governo onde destaca que irá realizar um trabalho para a superação das desigualdades sociais e afirmação das diferenças. Ela ainda defendeu a realização de auditorias no seu governo.

Entre as suas propostas estão o aumento real de salário e progressão nas carreiras, ocupação de cargos públicos com critérios técnicos, preferencialmente por funcionários de carreira e a revogação da lei do teto dos gastos e implementação das metas e estratégias do Plano Estadual do Educação do Estado

Confira o plano de governo completo:

Fábio Sérvio

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Fábio Sérvio Fábio Sérvio

A chapa tem como vice o Coronel Carlos Pinho (PROS) e os candidatos ao Senado Antônio José Lira (PSL) e Elizeu Aguiar (PSL). No plano de governo apresentado o candidato destacou que pretende implantar o Sistema Colégio Militar do Piauí (SCM/PI) e que vai fazer concurso para contratar mais profi­ssionais da saúde, ampliando a rede de atendimento nas especialidades necessárias.

Outra proposta é implantar o Prontuário Eletrônico na capital e na rede de hospitais estaduais, em parceria com os municípios, para que todo paciente tenha sua ­ficha médica online disponível em qualquer unidade pública de saúde do Estado.

Confira o plano de governo completo:

Luciane Santos

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Luciane SantosLuciane Santos

Na sua chapa ela tem Tibério César como vice, e ao Senado Gervásio Santos. Entre as suas propostas, ela defende a nacionalização e estatização do grande latifúndio e do chamado agronegócio, pede a suspensão do pagamento da dívida do Estado e a realização de uma auditoria nas contas.

Outro ponto defendido por ela é a suspensão de todas as privatizações realizadas pelo governo, assim como a implementação de um emprego para as mulheres que traz emprego e creche.

Confira o plano de governo completo:

Lourdes Melo

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Lourdes MeloLourdes Melo

Na sua chapa ela possui como vice Cloves Santos (PCO), candidata ao Senado Albetiza Araújo (PCO) apresentou um plano de governo onde afirma que irá acabar com as privatizações se for eleita e que vai permitir a realização de greves, assim como defende a dissolução da Polícia Militar.

Ela ainda defendeu o direito de greve, o não pagamento da dívida externa e interna, fim das privatizações, estatização da saúde, da educação e de todos os serviços públicos fundamentais, fechamento dos presídios sem condições, legalização das drogas e liberdade para todos os presos políticos.

Confira o plano de governo completo:

Romualdo Seno

  • Foto: Lucas Dias/GP1Romualdo Seno Romualdo Seno

O candidato a vice de Romualdo é o advogado Márcio Luiz Santana (DC) e tem como candidatos ao Senado o advogado Lafayette Pereira de Andrade (DC) e Joaquim Saraiva (DC).

Entre as suas propostas, ele afirmou que irá fomentar o turismo medicinal nas clínicas e hospitais particulares com divulgação em rede nacional e internacional, colocou como meta a criação de 500 mil empregos na iniciativa privada e destacou que pretende isentar impostos entre 5 e 30 anos as novas empresas que gerarem emprego no estado.

Confira o plano de governo completo:

Valter Alencar

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Valter Alencar Valter Alencar

Na sua chapa, o vice é o empresário Raimundo Filho (PSC), tendo como candidato ao Senado o jornalista Genival Oliveira (PSC). Na chapa ainda apresentou um plano de governo onde afirma que irá levar os valores morais e éticos da família brasileira para a sua gestão, além de defender a privatização de empresas estatais.

Ele ainda quer implantar novo organograma, com a redução das secretarias existentes, sem prejuízo na qualidade e prestação de serviços ofertados para população do Estado e estabelecer calendário anual de auditorias em todas as Secretarias para promover a transparência, eficiência, eficácia e a devida utilização das verbas públicas.

Confira o plano de governo completo: