Política

Confira o que foi destaque na política piauiense em 2017

Entre os principais assuntos está a formação de chapas para a eleição de 2018, onde muitos partidos estão brigando por um espaço na chapa do governador Wellington Dias (PT).

Germana Chaves
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
31/12/2017 09h02 - atualizado 21/08/2018 15h30

O ano de 2017 foi bastante movimentado na política piauiense. Entre os principais assuntos está a formação de chapas para a eleição de 2018, onde muitos partidos estão brigando por um espaço na chapa do governador Wellington Dias (PT). Enquanto isso o petista tenta conseguir um acordo que agrade a todos os aliados.

  • Foto: GP1Retrospectiva Política 2017Retrospectiva Política 2017

Dentre os fatos relevantes estão mortes de políticos, a participação dos piauienses nas polêmicas votações na Câmara dos Deputados e no Senado, a visita dos pré-candidatos à presidência da república, Lula, Ciro Gomes e Bolsonaro, a eleição do prefeito de Miguel Leão, cassação de mandatos, entre outros assuntos que você poderá conferir nessa retrospectiva.

Janeiro

O primeiro dia do ano de 2017 começou com a posse do prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB), reeleito pela quarta vez, e dos 29 vereadores eleitos. Logo em seguida, o vereador Jeová Alencar foi escolhido o novo presidente da Câmara da Capital para comandar o Poder legislativo para o biênio 2017/2018.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Posse do prefeito Firmino FilhoPosse do prefeito Firmino Filho

Na mesma data, o prefeito teresinense reafirma o congelamento da meia passagem de ônibus coletivos, mas recuou da decisão horas depois. No dia seguinte, Firmino empossou os novos secretários. O gestor avisa que não pretende deixar a Prefeitura para ser candidato em 2018.

No quinto dia do mês, o PSD levou o nome do deputado federal Júlio César como alternativa para ocupar a vaga de senador na chapa do governador Wellington Dias. O assunto foi tratado durante reunião com chefe do Palácio de Karnak.

  • Foto: Germana Chaves/GP1Bancada do psdBancada do PSD

O prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT) é aclamado presidente da APPM e a vereadora de Teresina, Graça Amorim (PMB) é escolhida a nova líder de Firmino Filho na Câmara Municipal.

Senador Ciro Nogueira (Progressistas) já manifestava interesse de contar com Sílvio Mendes nos quadros progressistas. A primeira-dama de Teresina, Lucy Silveira iniciava diálogo para migrar para o partido de Ciro.

O deputado federal Assis Carvalho inicia campanha para disputar a presidência do PT no Piauí.

O senador Elmano Férrer se reúne com Executiva Estadual do PMDB.

  • Foto: Jr. MourãoElmano Férrer se filia ao PMDBElmano Férrer se filia ao PMDB

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho se pronuncia acerca do interesse do ex-ministro João Henrique Sousa que é contrário ao alinhamento do PMDB com o Governo do Piauí. O ex-ministro defende candidatura própria do partido em 2018.

Morre a mãe do deputado estadual, Ziza Carvalho. Sílvio Mendes e Lucy Silveira confirmam filiação ao Partido Progressistas.

João Henrique Sousa inicia Caravana Piauí em Movimento por todo interior do Estado.

Governador do Piauí, Wellington Dias se reúne com prefeitos para debater vários projetos.

  • Foto: Jorge Henrique BastosWellington Dias e Rejane Dias em encontros com prefeitosWellington Dias e Rejane Dias em encontros com prefeitos

Fevereiro

No primeiro dia do mês, a Câmara Municipal de Teresina deu início aos trabalhos legislativos. Na mesma data, o deputado estadual Dr. Pessoa nega convite para se filiar ao PMDB.

Já no dia 2, o governador Wellington Dias discursa na abertura do ano legislativo da Alepi. Em seguida, o chefe do Palácio de Karnak, embarcou para São Paulo onde acompanhou o velório de Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Lula (PT).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Discurso de Wellington Dias na Assembleia LegislativaDiscurso de Wellington Dias na Assembleia Legislativa

Ainda em fevereiro, a vice-governadora Margarete Coelho (Progressistas) já demonstra disposição de seguir no cargo em 2018.

O presidente da APPM, Gil Carlos não descarta se colocar como alternativa nas eleições do próximo ano. O senador Elmano Férrer comemora filiação aos quadros peemedebistas.

No dia 07 de fevereiro, o presidente da Assembleia, Themístocles Filho foi vítima de um assalto em Teresina e teve o celular levado durante a ação. O comandante do legislativo estadual também fez uma visita ao deputado Dr. Pessoa e o convidou para se filiar ao PMDB.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Dr. Pessoa e Themístocles FilhoDr. Pessoa e Themístocles Filho

O ex-ministro João Henrique Sousa, presidente do Conselho Nacional do Sesi, reúne lideranças durante a Caravana Piauí em Movimento na cidade de Floriano. Em outra oportunidade, ele garantiu que o Diretório Nacional do PMDB não aprova a aliança do partido com o Governo Wellington Dias.

O deputado estadual Júlio Arcoverde demonstra descontentamento com a quebra de acordo quanto ao comando da secretaria de estado da Saúde.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Júlio ArcoverdeDeputado Júlio Arcoverde

Durante entrevista ao GP1, o senador Ciro Nogueira Filho revela motivos que o levaria romper com Wellington Dias e avisa que o Progressistas não aceita mais cargos do governo.

Também em fevereiro, os progressistas realizam ato de filiação com a presença das principais lideranças do Piauí.

Março

Março iniciou com a realização de audiência para discutir a subconcessão da Agespisa. Na mesma data, o deputado federal Marcelo Castro afirma que o PMDB vai apoiar a reeleição do governador Wellington Dias em 2018. O chefe do Palácio de Karnak por sua vez, disse que o alinhamento com os peemedebistas traz estabilidade política.

  • Foto: Lucas Dias/ GP1Marcelo Castro, deputado federalMarcelo Castro, deputado federal

Em contrapartida, João Henrique ressalta desatenção do PMDB governista com as bases do interior do Estado.

O presidente da Assembleia, Themístocles Filho confirma o ex-deputado federal Marllos Sampaio na coordenadoria estadual do Idoso.

No dia 20, o governador Wellington Dias empossa novos gestores durante solenidade bastante prestigiado no Palácio de Karnak.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Solenidade de posse dos novos gestoresSolenidade de posse dos novos gestores

No final de 2016 o ex-senador João Vicente Claudino iniciou diálogo com o PMDB para ingressar no partido, contudo, já em fevereiro de 2017, o deputado Marcelo Castro ressaltou o distanciamento do empresário.

Abril

No dia 3, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson e o deputado federal pelo Piauí, Paes Landim, avisam que não desistirão do ex-senador João Vicente Claudino e garantem que o partido está de portas abertas para recebê-lo.

Roberto Jefferson diz que o senador Elmano Férrer errou ao se filiar ao PMDB.

Começam a tomar força os atritos na base governista acerca da formação da chapa de Wellington Dias. Com isso, o deputado federal Assis Carvalho sugere a colocação de vários nomes para disputar o Senado Federal em 2018.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Deputado Assis CarvalhoDeputado Assis Carvalho

Vendo o surgimento de diversos pretendentes pela vaga, a senadora Regina Sousa (PT) reagiu e avisou que vai tentar a reeleição no próximo ano.

No dia 05, o presidenciável Jair Bolsonaro desembarca da cidade de Teresina e contou com uma recepção calorosa na capital.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Jair BolsonaroJair Bolsonaro

O senador piauiense Ciro Nogueira Filho é reeleito presidente nacional do Partido Progressistas. Já o deputado federal Assis Carvalho vence a disputa e é eleito presidente do diretório do PT do Piauí com 65%.

O PMDB que está no Governo demonstra interesse de indicar o presidente da Assembleia, Themístocles Filho, para a vaga de vice de Wellington Dias. Contudo, com o declarado interesse dos progressistas em seguir com a vaga, o líder peemedebista, João Mádison Nogueira, reage a intenção.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Themístocles FilhoThemístocles Filho

Ao avaliar o cenário, João Henrique Sousadestacou a dificuldade de o PMDB ocupar a vaga de vice, diante da resistência de aliados de primeira hora, como os progressistas. O ex-ministro se reuniu com o senador Ciro Nogueira Filho.

Em abril, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) é citado em delação de ex-diretor da Odebrecht

João Henrique Sousa realiza a quarta Caravana Piauí em Movimento no município de Oeiras.

  • Foto: GP1João Henrique prevê que sua tese será vencedora na convençãoJoão Henrique

O governador Wellington Dias nomeia o deputado estadual Pablo Santos para comandar a Fundação Hospitalar; o ex-vereador de Teresina Ronney Lustosa assume o diretório do DEM no Piauí; o deputado federal Heráclito Fortes vai contra a orientação do PSB, e vota favor da Reforma Trabalhista; o ex-governador do Piauí, Zé Filho ressalta diálogo com as lideranças de oposição eo ex-vereador Gilberto Paixão é eleito presidente da executiva municipal do PT de Teresina.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Presidente Municipal do PT, Gilberto PaixãoPresidente Municipal do PT, Gilberto Paixão

Maio

O mês começou quente quanto às discussões políticas na base do Governo. O PSD do deputado Júlio César externou o incômodo com interesse do PT de ocupar duas vagas na chapa de Wellington, nos espaços de governo e senador.

Enquanto isso, o ex-deputado federal Flávio Nogueira resolveu entrar nas discussões e avisou que o PDT queria vaga na chapa governista.

Vendo os interesses dos aliados, os petistas reafirmaram apoio à reeleição da senadora Regina Sousa.

A vice-governadora Margarete Coelho destaca que é legítimo que os progressistas reivindiquem duas vagas no grupo de Wellington Dias. Dando mais uma demonstração de força, o senador Ciro Nogueira reúne 44 prefeitos durante encontro com o chefe do Palácio de Karnak.

  • Foto: Divulgação/AscomCiro Nogueira reúne 44 prefeitos em encontro com o governador Wellington DiasCiro Nogueira reúne 44 prefeitos em encontro com o governador Wellington Dias

Adversários na disputa de 2014, o ex-governador Wilson Martins (PSB) abriu o verbo e criticou o desempenho do senador Elmano Férrer a quem ele chamou de “incompetente” e vira “casaca”. Em resposta, Férrer disse que o ex-governador não digeriu a derrota.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Jeová Alencar se reúne com senador Ciro Nogueira Filho em Teresina.

Autoridades políticas do Estado prestam as últimas homenagens ao médico Chico Ramos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Velório de Chico RamosVelório de Chico Ramos

O prefeito de Teresina Firmino Filho é internado no Hospital Unimed após sangramento durante exame. O gestor teve alta após dois dias de internação.

Os senadores petistas, Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias, desembarcam em Teresina para evento do PT.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Governador Wellington Dias e Senadora Gleisi Hoffmann  Governador Wellington Dias e Senadora Gleisi Hoffmann

Assis Carvalho e Gilberto Paixão tomam posse no comando do PT estadual e teresinense, respectivamente, durante solenidade de comemoração pelos 37 anos do partido.

Junho

O deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa, Robert Rios Magalhaes é convidado para se filiar ao Solidariedade.

O ex-senador João Vicente Claudino destaca interesse de concorrer algum cargo majoritário em 2018.

Nos bastidores políticos, começaram a surgir rumores de que o governador do Piauí, Wellington Dias, poderia substituir Lula na disputa pela presidência do país em 2018. O governador por sua vez, afirmou que seria uma honra concorrer ao cargo.

A senadora Regina Sousa entra em confronto com Wilson Martins e afirma que o adversário só foi eleito governador do Estado graças ao apoio do Partido dos Trabalhadores.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Senadora Regina Sousa Senadora Regina Sousa

O deputado federal Júlio César Lima segue com o interesse de ser candidato ao Senado na chapa governista.

Depois de rumores acerca da possível ida do prefeito Firmino Filho para a base de Wellington, o deputado federal oposicionista, Rodrigo Martins (PSB), descarta a possibilidade. Enquanto isso, a primeira-dama teresinense é vista como alternativa para ser vice de Wellington Dias em 2018.

O governador do Piauí participa de reunião com o presidente da República, Michel Temer em Brasília.

  • Foto: Marcos Corrêa/PresidênciaWellington em encontro com Michel TemerWellington em encontro com Michel Temer

O senador Elmano Férrer tem os direitos políticos suspensos por três anos. Ele avisou queiria recorrer da condenação por improbidade.

O governador do Piauí escolhe Cleandro Moura como procurador-geral de Justiça do Estado.

Durante entrevista ao GP1, o senador Elmano Férrer garante apoio a João Vicente Claudino na disputa do próximo ano.

Prefeito Firmino Filho e Sílvio Mendes têm os direitos políticos suspensos por três anos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Firmino Filho e Sílvio mendesFirmino Filho e Sílvio Mendes

O ex-ministro João Henrique Sousa se reúne com o deputado federal Rodrigo Martins e com o prefeito de Parnaíba, Mão Santa.

Devido à crise hídrica do Estado, o governador Wellington Dias decreta racionamento de água em 27 municípios piauienses.

No final de junho os progressistas ganham reforço na Assembleia Legislativa com a presença de mais um deputado.

Julho

O deputado federal Silas Freire, que estava no PR, se filiou ao Podemos no dia 2 de julho em cerimônia realizada em Brasília. O Podemos substitui o antigo Partido Trabalhista Nacional (PTN).

  • Foto: Divulgação/AscomSilas Freire se filiou oficialmente ao PodemosSilas Freire se filiou oficialmente ao Podemos

Enquanto isso o presidente do PSB de Teresina e membro da Executiva Nacional do partido, Messias Júnior “convidou” Heráclito Fortes a se retirar do partido, por não seguir as orientações do partido e apoiar Michel Temer.

Eleições 2018

A candidatura de Firmino Filho (PSDB) ao governo foi novamente citada, dessa vez por Wilson Martins (PSB), que afirmou que ele seria um forte candidato. A esposa de Firmino, Lucy Silveira (PP) foi cotada para disputar uma vaga na Câmara Federal.

O retorno de João Vicente Claudino ao PTB voltou a ser destaque, dessa vez pelo senador Elmano Férrer. O principal problema era convencer a bancada de deputados do partido que ainda tem interesse em permanecer no governo, já que muitos estão ocupando secretarias.

Votação da Reforma Trabalhista e ação de senadores contra Regina

Os senadores Elmano Férrer e Ciro Nogueira votaram pela aprovação da Reforma Trabalhista que foi enviada pelo governo ao Congresso Nacional e que muda mais de 100 trechos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A senadora Regina Sousa (PT) foi a única piauiense que votou contra, ela chegou a ocupar a mesa do plenário, junto com outras senadoras com o objetivo de suspender a votação da Reforma no dia 11 de julho.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Senadores do PiauíSenadores do Piauí

Elas até conseguiram suspender temporariamente a sessão, mas a quebra de decoro fez com que vários senadores, inclusive Ciro e Elmano, assinassem representação contra Regina. Para muitos, o posicionamento de Elmano foi considerada uma traição. O ex-governador Wilson Martins (PSB) chegou a dizer que Elmano era produto de marketing e criticou a sua atitude no senado contra Regina.

Relação do PMDB com o PT

Em meio às discussões sobre as eleições de 2018, a possibilidade do PMDB não conseguir o cargo de vice-governador era amplamente discutida pelos membros do partido. O deputado Zé Santana chegou a declarar que o acordo é para Themístocles Filho ser vice de Wellington.

Enquanto isso, o presidente do Conselho Nacional do Sesi e ex-ministro dos Transportes, João Henrique Sousa, trabalha para realizar uma convenção extraordinária para tentar evitar aliança com o PT, mas essa possibilidade causou atrito entre alguns membros, e João Mádison ameaçou deixar o PMDB se o partido rompesse com Wellington.

Agosto

Na votação da segunda denúncia contra Michel Temer, a maioria dos parlamentares piauienses votaram pela rejeição. Marcelo Castro, que é do PMDB, mas possui uma boa relação com os petistas, não apareceu na votação, o que agradou o governador Wellington Dias, mas irritou Michel Temer.

  • Foto: GP1Deputados federais do PiauíDeputados federais do Piauí

Elmano Férrer revelou que o governador Wellington Dias tem buscado um diálogo com João Vicente Claudino com vista às eleições. Enquanto isso, começou a ser discutida a possibilidade da esposa de Firmino ser vice de Wellington. O governador não descartou essa possibilidade, mas Lucy negou qualquer discussão nesse sentido.

Outra candidatura negada foi a de Dilma Rousseff (PT). A possibilidade dela ser candidata ao senado pelo Piauí começou a ser discutida, mas a informação foi negada por Wellington.

Sobre o desejo do PMDB pelo cargo de vice, Ciro Nogueira disse que é legítimo Themístocles Filho querer ser vice de Wellington, mas que o assunto só seria discutido no próximo ano.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Themístocles Filho e Ciro NogueiraThemístocles Filho e Ciro Nogueira

Forte candidato da oposição, Firmino surpreendeu e não confirmou que estará na oposição em 2018. Já Merlong Solano chegou a dizer que acredita em uma possível aliança entre Wellington e Firmino.

Outros nomes apareceram na disputa, como o do advogado Norberto Campelo para o governo, e Mão Santa defendeu Adalgisa como vice do Dr. Pessoa em 2018.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Mão Santa Mão Santa

Pleito eleitoral

Foi realizada no dia 6 de agosto uma eleição suplementar em Miguel Leão após a cassação do mandato do ex-prefeito Joel de Lima (PSD) e do vice, Jailson Sousa (PT). Roberto César de Arêa Leão Nascimento, o “Robertinho” (PR), foi eleito com 51,48% (663) dos votos.

Título para Lula

Com a eminência da visita do ex-presidente Lula, a advogada Sarah Cavalca Sobreira ingressou com ação popular na 2ª Vara da Justiça Federal com o objetivo de suspender a entrega do título Doutor Honoris Causa concedido pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) para Lula. O pedido dela foi negado pelo juiz federal da 2ª Vara, Márcio Braga Magalhães, por entender que o título concedido há alguns anos foi aprovado dentro das normas.

Setembro

Lula no Piauí

Em visita a cidade de Altos no dia 3 de setembro, o ex-presidente Lula recebeu o título de cidadão altoense em solenidade prestigiada por diversas autoridades políticas e depois participou de evento no Theresina Hall. No dia 4 de setembro, ele recebeu o Título de Doutor Honoris Causa pela UFPI.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias cumprimenta o ex-presidente LulaGovernador Wellington Dias cumprimenta o ex-presidente Lula

Flávio Nogueira e Júlio César manifestaram interesse em disputarem uma vaga ao senado na chapa de Wellington. Já o deputado Georgiano Neto disse ao GP1 que o governador Wellington Dias precisa considerar a “fidelidade” do PSD no momento de decidir se concederá ou não uma das duas vagas de senador na chapa governista ao deputado Júlio César .

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Federal Júlio Cesar Deputado Federal Júlio Cesar

Enquanto isso, o deputado Dr. Pessoa afirmou que decidirá em fevereiro se irá sair do PSD, já que tem o desejo de ser candidato ao governo e espera apoio do partido para a disputa.

Diante de um impasse que o partido vive, onde alguns membros, como o ex-ministro João Henrique, defende a candidatura própria no próximo ano, o governadorWellington manifestou interesse de manter o PMDB no seu governo.

Filiação

O jurista Valter Alencar Rebelo se filiou no dia 27 de setembro ao Partido Social Cristão (PSC). Ele disse ter interesse em disputar um cargo majoritário, mas ainda não foi definido qual será.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Valter Alencar RebeloValter Alencar Rebelo

Outubro

Pré-candidato à presidência da república e vice-presidente nacional do PDT, Ciro Gomes participou da convenção estadual do partido realizada em Teresina no dia 10 de outubro. Na ocasião ele apresentou suas propostas e comentou a proximidade com o PT.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Cúpula do PDT no Piauí ao lado de Ciro GomesCúpula do PDT no Piauí ao lado de Ciro Gomes

Pela primeira vez o deputado federal Paes Landim admitiu a possibilidade do PTB deixar o governo de Wellington Dias para atender a um pedido do ex-senador João Vicente Claudino que quer ficar na oposição nas eleições de 2018.

O cantor Frank Aguiar revelou desejo de ser candidato ao senado pelo estado do Piauí. Já a oposição também está se articulando, Robert Rios chegou a afirmar que a oposição pode lançar até oito candidatos. A oposição acredita ainda que Ciro Nogueira e Wellington devem romper na próxima eleição.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Wellington Dias e Ciro NogueiraWellington Dias e Ciro Nogueira

Votações na Câmara e Senado

Uma das mais polêmicas propostas da Reforma Política teve votos favoráveis da maioria dos políticos piauienses na Câmara dos Deputados. A proposta prevê a criação de um fundo que irá usar dinheiro do contribuinte, na ordem de R$ 1,7 bilhão, para financiar as campanhas eleitorais dos políticos brasileiros.

Outra votação que teve apoio da maioria dos parlamentares foi sobre o afastamento de Aécio Neves (PSDB). Os senadores piauienses Elmano Férrer e Ciro Nogueira votaram pelo não afastamento de Aécio Neves do seu mandato. Já a senadora Regina Sousa votou a favor do afastamento.

Na segunda denúncia contra Temer, dos 10 deputados piauienses, apenas quatro votaram a favor do prosseguimento da denúncia.

Aumento de impostos causa bate-boca

A proposta que aumenta impostos no Piauí começou a ser analisada na Assembleia Legislativa do Piauí e causou um grande bate-boca entre os deputados da oposição e os dos da situação. Robert Rios chegou a dizer que a Assembleia virou um "cabaré" e a votação foi suspensa. Wellington defendeu a proposta afirmando que se trata de uma medida momentânea para ajudar o estado financeiramente.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Robert RiosRobert Rios

Novembro

No dia 1º de novembro, a Assembleia Legislativa do Piauí aprovou o projeto de lei enviado pelo governador Wellington Dias que aumenta a alíquota de impostos do ICMS no Estado para combustíveis e em comunicações a partir do dia 1º de janeiro de 2018.

Antes da votação em plenário, os deputados da base do governo tentaram retirar o deputado Júlio Arcoverde da votação na comissão para evitar seu voto contrário. Júlio Arcoverde chegou a declarar que iria conversar com o senador Ciro Nogueira, presidente nacional da sigla, após ser “humilhado” pelo governo.

Firmino troca farpas com Themístocles

Uma estratégica votação na Câmara Municipal de Teresina acabou reelegendo Jeová Alencar para a presidência e foi uma derrota amarga para o prefeito Firmino Filho, que foi surpreendido com a antecipação do pleito, já que ele estava interessado em indicar outra pessoa.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Themístocles Filho e Firmino Filho Themístocles Filho e Firmino Filho

Firmino começou então uma ofensiva contra o PMDB e exonerou membros do partido que estavam na prefeitura, alegando que o partido havia armado contra ele. Themístocles não “deixou barato” e disse que Firmino era um traidor e ditador. Destacou que o seu partido não foi o único que votou e que se arrependeu de ter lhe apoiado nas eleições de 2016. Já Firmino disse não ter entendido o descontrole de Themístocles.

Dudu chegou a afirmar que tinha uma gravação em que Fernando Said faz ameaças aos vereadores caso eles comparecessem à votação. Já Fernando Sid disse que não é homem de fazer ameaças e que tentaram tirar Firmino da disputa pelo governo.

Ciro disputa com o PMDB a vaga e vice

A vaga de vice na chapa de Wellington Dias tem gerado grandes discussões na busca de um consenso. O principal problema é porque o PP já possui um representante na chapa majoritária, no caso, o senador Ciro Nogueira, que busca reeleição. Só que há interesse do PP em manter a vaga de vice, o que não é aceito por outros partidos da base aliada, como o PMDB que indicou Themístocles Filho.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro Nogueira e Themístocles Filho Ciro Nogueira e Themístocles Filho

Ciro disse que Themístocles só ocupará vaga de vice se for o melhor e que “ninguém é candidato de si próprio”. Enquanto Dudu defende Themístocles como vice, o deputado Assis Carvalho disse que não se faz política na base da imposição.

Dezembro

No dia 4 de dezembro, o partido Progressistas filiou 18 prefeitos e outros nomes em evento realizado em Teresina, onde se tornou a maior força política do Piauí, com mais de 60 prefeitos.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Evento do PP em TeresinaEvento do PP em Teresina

Retorno de JVC ao PTB

João Vicente Claudino mostrou sua força política ao retornar ao PTB, trazendo 28 filiações e ainda conseguindo fazer o partido seguir para a oposição nas eleições do próximo ano. Ele descartou apoio ao governador Wellington Dias, explicando que não tem perfil de vice e disse que seu nome está á disposição para disputar o governo em 2018.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1João Vicente ClaudinoJoão Vicente Claudino

Um grupo de lideranças estaria querendo lançar o presidente da APPM, o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), como candidato a senador na chapa que será encabeçada pelo governador Wellington Dias. Assis Carvalho chegou a negar a informação.

Enquanto isso Firmino Filho não descarta compor chapa com Wellington, mas descarta dividir o palanque com Themístocles. A possível candidatura de Dilma Rousseff ao senado pelo Piauí foi destaque na mídia nacional, mas o governador Wellington Dias voltou a negar.

Wellington Dias ainda destacou seu compromisso com o Progressistas e afirmou que vai trabalhar para a reeleição de Ciro Nogueira.

Gil Carlos é cassado

O juiz eleitoral da 20ª Zona, Maurício Machado Queiroz Ribeiro, cassou os mandatos do prefeito e vice-prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos e Dante Ferreira, por abuso de poder político e econômico. Em nota, eles afirmaram que receberam a decisão com surpresa e estranheza e que a gestão do município é reconhecida pela correta aplicação dos recursos públicos, mas recorreram da decisão.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Gil CarlosGil Carlos