Teresina - PI

"Conversa tem, não tem é acordo", diz Robert Rios sobre apoio do PT

O vice do candidato a prefeito da Capital, Dr. Pessoa, fez duras críticas ao apoio do governador Wellington Dias ao partido.

Nathalia Carvalho
Teresina
Germana Chaves
Teresina
19/11/2020 08h16 - atualizado 09h03

Robert Rios, que é vice do candidato a prefeito da Capital, Dr. Pessoa (MDB), se pronunciou após o governador Wellington Dias (PT) declarar publicamente apoio ao candidato emedebista no 2° turno das eleições municipais, que acontecem no próximo dia 29. Apesar de não simpatizar com o apoio, Rios disse que seria ‘falta de educação’ recusar o voto do governador.

Ao GP1, Robert Rios afirmou que o projeto político defendido por Wellington Dias não bate com os caminhos traçados pelo MDB, mas que apesar dos pesares seria inconveniente recusar o apoio do governador.

  • Foto: Alef Leão/GP1Robert RiosRobert Rios

“O projeto político do Wellington Dias não bate com o projeto político do Pessoa e Robert. Seria uma falta de educação recusar voto, se o Wellington Dias não se sente à vontade em votar no candidato do Ciro, ele vota no Pessoa. Agora, aliança não tem, coligação não tem, mas cada um é livre para escolher o voto. Essa campanha é uma falácia, uma falsidade, conversa tem, não tem é acordo, porque os projetos políticos são diferentes”, disparou Rios, em entrevista ao GP1, nessa quarta-feira (18).

Disputa acirrada

Faltam apenas 11 dias para os teresinenses irem às urnas e decidirem quem será o prefeito da Capital a partir de 2021. Dr. Pessoa (MDB) disputa o Palácio da Cidade com o candidato do PSDB, professor Kleber Montezuma.

Robert Rios falou ainda sobre as expectativas nessa reta final e fez duras críticas ao senador Ciro Nogueira, que atualmente apoia a candidatura da oposição.

“É duro, cansativo e estressante, mas é uma experiência muito boa. Estamos lutando contra uma montanha de dinheiro, todo mundo sabe que o Robert Rios é um liso e o Dr. Pessoa é outro liso, tenho a impressão que as portas da lava jato foram abertas aqui em Teresina, porque é dinheiro demais. Estranhamente, a Polícia Federal ainda não prendeu ninguém em Teresina. O Ciro tem um projeto para 2022, que precisa de muito dinheiro para ser sustentado e todo mundo sabe que esse dinheiro vai ser roubado”, criticou Robert Rios.

Rios finalizou o posicionamento afirmando que o candidato do MDB não será subordinado de nenhum político e reafirmou que sairão vitoriosos no 2° turno. “A nossa coligação é com o povo de Teresina. Quem conhece o Dr. Pessoa sabe que nenhum político vai mandar nele, quem vai mandar no Dr. Pessoa é o povo de Teresina. Vamos vencer essa organização criminosa que faz uma campanha com dinheiro roubado, dinheiro tirado do povo que está na miséria”, disse.

Mais conteúdo sobre: