Timon - MA

Coronavírus: dono de bar é detido por descumprir decreto em Timon

De acordo com o secretário de segurança pública de Timon, João Batista, as ações de fiscalizações em Timon estão seguindo os mesmos moldes da Capital do Piauí.

Brunno Suênio
Teresina
23/03/2020 17h20 - atualizado 18h10

A Guarda Municipal de Timon, em conjunto com a Polícia Militar, conduziu o proprietário de um bar para a Central de Flagrantes por descumprimento do decreto municipal, que veda o funcionamento e estabelecimentos comerciais na cidade, em razão da pandemia do coronavírus, que já eixou 25 pessoas mortas no Brasil, segundo último boletim do Ministério da Saúde, divulgado nesse domingo (22).

De acordo com o secretário de segurança pública de Timon, João Batista, as ações de fiscalizações em Timon estão seguindo os mesmos moldes da Capital do Piauí, tendo em vista a proximidade entre os dois municípios, que compartilham um fluxo intenso de pessoas diariamente.

“O decreto começou a valer na sexta-feira (20), a partir da publicação. Nós estamos seguindo as mesmas diretrizes e Teresina, junto com o governador. A partir da reunião que foi feita, em que o prefeito Luciano Leitoa participou com o prefeito Firmino Filho e o governador Wellington Dias, nós estamos fazendo um trabalho sincronizado com as mesmas medidas que estão sendo adotadas em Teresina, por Timon fazer parte da Grande Teresina. A gente está tentando adotar as mesmas medidas de controle, pois é uma faixa contínua. Se a gente não fizer o mesmo trabalho, não vai adiantar muita coisa. Essa troca de informação com Teresina e o Governo do Estado do Piauí está sendo uma parceria. Então nós estamos fazendo o fechamento dos estabelecimentos na mesma linha, deixando apenas os serviços essenciais funcionando” explicou o secretário de segurança pública de Timon.

O secretário ressaltou que tem dialogado com os proprietários de restaurantes, por exemplo, que devem funcionar apenas por delivery. Nesse sentido, quem descumprir o decreto está sujeito a condução até a Central de Flagrantes de Timon, onde assinará um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Por enquanto, apenas uma pessoa foi conduzida por descumprimento ao decreto do prefeito Luciano Leitoa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias afirma que PM já fechou 200 bares e faz apelo

Wellington Dias assina decreto de calamidade pública devido ao coronavírus

Covid-19: Cabo da PM de Timon confecciona 150 máscaras para policiais