Teresina - PI

Corpo de Bombeiros retifica número de mortos no Parque Rodoviário

Em entrevista ao GP1, o Major Veloso, confirmou que a informação foi realinhada após a checagem dos fatos.

Andressa Martins
Teresina
Débora Dayllin
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
05/04/2019 15h37 - atualizado 16h05

No início da manhã desta sexta-feira (5) o Corpo de Bombeiros do Piauí informou de forma errada à imprensa local que três pessoas haviam falecido vítimas da tragédia no Parque Rodoviário, localizado na zona sul de Teresina.

Na tarde de hoje, o GP1 questionou o Corpo de Bombeiros de Teresina, que assumiu ter repassado a informação errada e confirmou somente as mortes de duas pessoas, uma criança identificada como Flávio Josiel Alves da Silva, 3 anos e uma idosa identificada Graça Bacelar, 71 anos.

O Major Veloso, assessor de comunicação da corporação, afirmou que o erro ocorreu devido "uma senhora que chegou chorando pela morte da terceira pessoa", então a informação foi repassada pela corporação em “condição momentânea” para a imprensa. Mas esta pessoa, na verdade, não morreu e está internada no Hospital de Urgência de Teresina.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Major Veloso, do Corpo de BombeirosMajor Veloso, do Corpo de Bombeiros

“Essa informação na sequência ela foi realinhada e ao mesmo tempo que foi naquela condição momentânea, não foi possível verificar, filtrar e quando a gente foi atrás e informação não procedia, pois a pessoa estava consciente [no HUT]. Tinha chegado uma senhora chorando a morte desta terceira pessoa, mas não houve confirmação”, disse o major.

Tragédia

Um bueiro rompeu e arrastou várias casas e matou duas pessoas na noite desta quinta-feira (04), por volta de 20h, no Parque Rodoviário, na zona sul de Teresina. Alguns veículos também foram arrastados e muitas pessoas estão desabrigadas.

Um morador explicou que por volta de 20h ouviu um barulho forte e quando saiu de casa percebeu que um muro de contenção de uma lagoa que fica no Clube da Telemar havia se rompido. A água desceu com bastante força e destruiu tudo que havia pela frente. "A gente estava aqui e ouviu um barulho bem forte. A gente correu, viu os carros levando as casas, desespero, as casas caindo, todo mundo gritando e todos já sabiam que a barragem tinha rompido. Os moradores saíram tirando as pessoas das casas, arrebentando os portões, foi um desespero", relatou o morador que não quis ser identificado.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias visita Parque Rodoviário e promete assistência

Firmino vai criar comissão para apurar tragédia no Parque Rodoviário

Vídeos mostram estragos após tragédia no Parque Rodoviário em Teresina