Teresina - PI

Corso de Teresina é oportunidade de renda extra para ambulantes

A renda com a comercialização dos produtos, de acordo com Maria de Jesus, pode chegar até mil reais em um único dia. “Quando dá para vender a gente tira mais de mil reais”, pontuou.

Andressa Martins
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
23/02/2019 19h42 - atualizado 19h42

O Corso de Teresina reúne anualmente foliões que querem se divertir, mas também é uma oportunidade para quem quer gerar uma renda extra para a família. Com a mudança do percurso dos caminhões e a implantação de palcos pela Avenida Raul Lopes, a movimentação no corredor da folia também mudou e divide a opinião de ambulantes.

Em entrevista ao GP1 a vendedora Maria de Jesus, de 68 anos, disse que a chuva atrapalhou um pouco o movimento. A ambulante vende espetinho, cachorro-quente e arrumadinho desde a primeira edição na Raul Lopes. “As vendas até agora não estão boas por causa da chuva, mas com fé em Deus vai ficar bom”, disse.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Maria de Jesus, ambulanteMaria de Jesus, ambulante

A renda com a comercialização dos produtos, de acordo com Maria de Jesus, pode chegar até mil reais em um único dia. “Quando dá para vender a gente tira mais de mil reais”, continuou.

Já Raimundo Nonato de Oliveira, de 54 anos, está trabalhando como ambulante pela primeira vez no Corso. Ele vende cerveja e disse que o movimento está bom. “Até agora a venda está boa e vai melhorar ainda mais. Vou ficar até terminar”, afirmou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia amplia ação contra importunação sexual no Corso de Teresina

Melhor fantasia do Corso de Teresina será escolhida pela internet

Caminhão “Alegria Não tem Idade” desfila com idosos no Corso de Teresina

Mais conteúdo sobre: