Teresina - PI

Covid-19: prédio do antigo Bompreço da Frei Serafim pode virar hospital

Na tarde desta quarta-feira (25), acompanhado de engenheiros, o prefeito Firmino Filho realizou visita técnica ao espaço.

Nayrana Meireles
Teresina
25/03/2020 17h58 - atualizado 26/03/2020 09h28

O prefeito Firmino Filho anunciou que está analisando a possibilidade de construir um Hospital de Campanha, em Teresina, para reforçar o atendimento de pessoas diagnosticadas com coronavírus. Na tarde desta quarta-feira (25), acompanhado de engenheiros, ele realizou visita técnica ao espaço em que funcionava o antigo supermercado Bom Preço, na Avenida Frei Serafim, que poderá abrigar a sede do novo estabelecimento de saúde.

“A ideia é fazer um planejamento e, de forma mais rápida possível, transformar um local em Hospital de Campanha para que possamos dar atenção a casos de baixa e média complexidade decorrentes dessa doença. Não queremos que a situação do Coronavírus se agrave em Teresina, mas devemos estar preparados para essa eventualidade”, ressaltou o prefeito Firmino Filho, durante a visita.

  • Foto: Divulgação/AscomFirmino Filho quer instalar Hospital de Campanha em TeresinaFirmino Filho quer instalar Hospital de Campanha em Teresina

Segundo o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Manoel Moura Neto, a rede de saúde está sendo fortalecida para o enfrentamento ao Coronavírus. “A FMS tem tomado várias medidas administrativas para lidar com a situação. Isso é necessário porque as experiências com outros países e os números nos mostram que pode haver na capital um aumento de casos. A instalação de Hospital Campanha é mais uma estratégia para estruturar a rede”.

De acordo com a diretora de assistência hospitalar da FMS, Jesus Mousinho, a equipe técnica da FMS está empenhada em avaliar a possibilidade de instalação de Hospital Campanha. “Nesse local, que ainda será definido, atenderíamos pacientes com quadro leve de Coronavírus. Para tanto, teríamos leitos de internação e contaríamos com servidores de saúde. O setor de engenharia da FMS também está elaborando projetos”, finalizou.

O prédio onde funcionava o antigo Bompreço pertence ao Grupo Claudino, que cedeu o espaço a Prefeitura de Teresina.