Dom Inocêncio - PI

Covid-19: prefeita Virgínia decreta lockdown em Dom Inocêncio

Conforme boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira (05), o município já registra 20 casos confirmados de covid-19 e 85 pessoas estão em isolamento.

Andressa Martins
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
Thais Guimarães
Teresina
05/06/2020 20h50 - atualizado 20h58

A prefeita de Dom Inocêncio, Maria das Virgens Dias, a Virgínia, decretou lockdown no município, que entrará em vigor a partir da próxima segunda-feira (08) e valerá por seis dias, por conta da pandemia de covid-19 (coronavírus). O decreto foi assinado nesta sexta-feira (05).

O lockdown vai atingir todos os estabelecimentos comerciais, fechando farmácias, feiras livres, açougues, peixarias, quitandas, lojas de alimentação de animais, distribuições de gás, lojas venda de água mineral, padarias, postos de combustíveis, bares, restaurantes, hotéis, oficinas, bancos e lotéricas.

Conforme boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira (05), o município já registra 20 casos confirmados de covid-19 e 85 pessoas estão em isolamento.

  • Foto: Divulgação/AscomBoletim de Dom InocêncioBoletim de Dom Inocêncio

O vereador Clodoaldo Dias Pereira, filho da prefeita Virginia, explicou em entrevista ao GP1 que a medida já está decidida por conta do aumento de casos confirmados de covid-19 na cidade.

“Está ocorrendo um aumento de notificação referente aos casos de covid-19 e a Prefeitura está tomando a decisão de decretar o lockdown. Ainda será divulgado no diário oficial e a partir de segunda-feira (8), estamos com tudo pronto para a medida ser decretada”, informou.

Andrade Gutierrez

A situação de casos em Dom Inocêncio acabou sofrendo uma piora por conta da empresa Andrade Gutierrez, responsável pelo consórcio Linhão Bahia-Piauí, que paralisou temporariamente as obras realizadas nos municípios piauienses Dirceu Arcoverde, Dom Inocêncio e Lagoa do Barro, devido aos casos de funcionários que contraíram a covid-19.

Após serem constatadas as infecções, a empresa tentou levar os funcionários para São Raimundo Nonato em um caminhão, mas foi barrado por policiais do 11° Batalhão da PM e por equipes da Vigilância Sanitária do Piauí. Agentes realizaram o teste rápido que apontou positivo para o novo coronavírus em todos os trabalhadores.

A Andrade Gutierrez já tinha informado ao GP1 que de todos os funcionários que testaram positivo para a doença, infelizmente um foi a óbito. Em relação aos colaboradores que foram barrados em São Raimundo Nonato, a empresa esclareceu que um hotel no município havia sido alugado para que todos os trabalhadores ficassem hospedados durante o isolamento, porém a decisão foi remanejada por orientação da secretaria de saúde local.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Covid-19: promotora quer testagem em funcionários da Andrade Gutierrez

Empresa paralisa obras no Piauí após funcionários contraírem covid-19

Caminhão com 25 infectados pela covid-19 é interceptado no sul do Piauí

Mais conteúdo sobre: